Chefe paga funcionário com criptomoeda, mas pede de volta após valorização de 700%

Segundo o seu relato, o homem preocupado disse que fez alguns trabalhamos de desenvolvimento para uma companhia de tecnologia com base em um contrato.

Com o criptomercado se tornando popular empresas e até governos querem pagar seus funcionários utilizando criptomoedas, mas o que acontece quando o chefe quer os valores de volta após uma grande valorização? O caso que pode parecer uma piada aconteceu com um leitor do Market Watch, que escreveu ao site pedindo ajuda para solucionar essa situação com um empregador.

Segundo o seu relato, o homem preocupado disse que fez alguns trabalhamos de desenvolvimento para uma companhia de tecnologia com base em um contrato. O CEO da empresa disse que ele seria pago com criptomoedas, mas uma das clausulas afirmava que, caso fosse de interesse da empresa ela poderia pagar em dólares.

No entanto, o funcionário afirma que não tinha concordo com essa cláusula, justamente pela possibilidade de que uma criptomoeda poderia valorizar consideravelmente e ele não iria gostar de uma mudança no contrato.

Ele então conta que recebeu um pagamento que acabou gerando um bom lucro.

“Em agosto de 2020 eu recebi um pagamento por um contrato feito em criptomoedas. Desde então os preços do ativo dispararam. Nesse momento, a criptomoeda que eu recebi como pagamento subiu em 700%.”

Devolva!

Com isso, veio a surpresa de um e-mail do CEO, afirmando que “desde que você não gerou nenhuma receita para a companhia e não está trabalhando mais nos projetos, por favor envie todas as criptomoedas recebidas em agosto de 2020. Você pode cobrar pelas horas trabalhadas em dólar.”

Ou seja, basicamente, a companhia agora quer que o valor das criptomoedas seja trocado por outro em dólar que vale sete vezes menos. O escritor explicou que ainda está tentando crescer e que isso envolvia não só as horas trabalhadas, mas também comissões.

Ele então pediu por conselhos á coluna do Market Watch perguntando: “O que você acha que é uma solução justa? Eu deveria devolver parte das criptomoedas pelas horas trabalhadas? O que que eu deveria dizer a empresa?”

Felizmente, quem estava dando conselhos deu a resposta certa que ele deveria falar para a empresa:

“Não. Desculpe, não. Não, Obrigado. Com certeza não. Me pergunte de novo em 2121”

Conselho

O conselho do Market Watch foi justamente para que quem escreveu pedindo por ajuda se negasse a devolver as criptomoedas, afinal, era parte do acordo e do contrato.

Além disso, se a criptomoeda tivesse despencado nesse período, o contratante iria entrar em contato com a mesma proposta para repor as perdas? Bem difícil né?

Aparentemente o avanço do criptomercado não acaba com aproveitadores que querem usar sua posição para sair sempre na vantagem.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias