País faz parceria com corretora e lança criptomoeda própria

Além de corretora, criptomoeda Tron está ajudando projeto que pretende se conectar ao metaverso.

Mais um país da América Central inova ao lançar sua versão de criptomoeda própria, que pode ser a chave para um metaverso. A intenção do projeto é ajudar sua população a ter melhor acesso à Web3.

O setor de criptomoedas conhece nesta terça-feira (29) a novidade, divulgada pela corretora Huobi, hoje ligada ao ecossistema da criptomoeda Tron, do bilionário chinês Justin Sun.

O país escolhido para ser o primeiro a entrar no setor é a Dominica, com uma população de 70 mil pessoas, segundo dados do Google, com fonte do Banco Mundial.

País cria sua versão de criptomoeda própria para entrar no metaverso, Huobi e Tron são os responsáveis

A Dominica é um destino no Caribe para muitos turistas interessados em conhecer suas praias e monumentos espanhóis.

Mas a novidade do país é que em breve ele terá sua criptomoeda própria, a Dominica Coin (DMC), que já nasce fruto de uma parceria entre o governo e várias empresas.

“Em nossos esforços mais recentes para promover o desenvolvimento global de Web3.0 e Metaverso, a Huobi fez parceria com a Tron Network e a DMC Labs para lançar em conjunto o primeiro token nacional DMC (Dominica Coin) do mundo sob a autorização do governo da Comunidade de Dominica.”

A criptomoeda do país será uma das primeiras a ter integração com o metaverso e Web3. Primeiramente criada como token na rede Tron, no padrão TRC20, a Huobi declarou que dará suporte também aos protocolos Ethereum (ERC20) e BNB Chain (BEP20).

O BitTorrent Chain é outro acionado no desenvolvimento do ecossistema, garante a corretora.

No futuro, token de RG da Dominica será criado

Com a criação da moeda DMC, a Huobi abre as portas para criar um token no pequeno país caribenho.

E a novidade se chama “Dominica DID”, um token criado na rede Tron inédito em uma nação.

“As partes envolvidas aqui também lançarão o Dominica DID, também inédito em uma nação, no devido tempo. Ambos Dominica DID e DMC foram originalmente emitidos na Tron Network.”

Com esse token, os moradores de Dominica podem gerar Soul-Bound Tokens para acessar ao metaverso do país. Ou seja, a identidade virtual será com o token.

Em nota, a Huobi afirma que qualquer conta vinculada a atividades criminosas será confiscada e terá problemas. Moradores do país podem visitar o Brasil com seus passaportes, mas sem a necessidade de visto do país.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Últimas notícias