Prejuízos com Bitcoin batem recordes, mostra estudo

Últimos 55 dias foram os piores da história para os novatos.

Siga no
Queda do Bitcoin perdas baixa desvalorização gráfico
Queda do Bitcoin

A equipe de analistas do site Bitcoin Magazine publicou um recorte de um estudo sobre o momento de mercado mostrando que as perdas dos últimos 55 dias bateram recordes.

Desde que alcançou a cotação de US$ 64.804,72, no dia 14 de abril de 2021, o Bitcoin já recuou 48,5% em relação ao dólar. A queda acentuada acabou levando iniciantes do mercado a vender suas moedas em pânico, operações que causaram grandes prejuízos.

De acordo com um estudo publicado pelo Bitcoin Magazine, US$ 16 bilhões foram registrados em prejuízo desde o dia 13 de maio. Ou seja, a queda dos últimos dias foi desesperadora para muitos no mercado.

Prejuízo com Bitcoin em níveis históricos podem ser de investidores iniciantes

Os analistas observavam que a maior parte dos prejuízos são de pessoas que chegaram no mercado há 3 ou 6 meses. Ou seja, quem vendeu Bitcoin é justamente quem havia comprado a moeda na faixa entre US$ 40 e US$ 60 mil.

Os especialistas então alertaram para que iniciantes se atentem aos seus investimentos com cautela, não realizando aportes que podem ser perdidos no curto prazo.

Além disso, eles destacaram que, quem comprou US$ 10,00 em Bitcoin por dia ao longo do último ano registrou um lucro superior a 70%. Ou seja, fazer compras de Bitcoin com preço médio se mostra uma estratégia interessante ao longo prazo.

“Isso destaca ainda mais a simplicidade e a elegância da média de custo em dólar em uma posição de bitcoin. Uma estratégia simples de custo médio em dólar diário teria um aumento de 71,02% ano após ano.”

Estamos vivendo na Era Pós-Elon Musk no preço do Bitcoin

Em relação ao dólar o Bitcoin valorizou 300% em 2020, ano em que teve sua emissão diária reduzida pela metade. Mas em 2021 o Bitcoin registrou novamente uma grande alta no mercado, chamando atenção de mais investidores.

No auge dos preços, Elon Musk, CEO da Tesla e SpaceX, surgiu no mercado, com um movimento promissor no início. Sua companhia de carros elétricos comprou Bitcoin como reserva de valor e passou a aceitar a moeda como meio de pagamento.

Esse movimento, segundo o 8BTCnews, pode ser chamado “Era Musk” e durou apenas cinco meses na comunicade.

No entanto, Musk saiu do mercado de Bitcoin, interrompendo o recebimento de criptomoedas pela Tesla.

A saída deixou muitos investidores que entraram com o bilionário presos na alta histórica. Assim, o 8BTCnews acredita que estamos atravessando uma “Era Pós-Elon Musk”, que, coincidentemente, pode ter causado as maiores perdas de Bitcoin da história.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

ETF 100% Ethereum estreia hoje na B3

Nesta quarta (04) foi lançado o ETF 100% Ethereum na B3, bolsa brasileira. O fundo foi desenvolvido pela gestora QR Asset Management, a mesma...

Dotz vai permitir que clientes troquem pontos por bitcoin

A Dotz, uma das principais gestoras de pontos de fidelidade do Brasil, com uma grande quantidade clientes, pode ser mais uma forma de aproximar...
Claudio Oliveira. "Rei do Bitcoin"

‘Rei do Bitcoin’ e mais oito pessoas são indiciadas por fraude bilionária

O "Rei do Bitcoin", Cláudio Oliveira, fundador do Bitcoin Banco, e mais oito pessoas foram indiciadas em seis crimes que causaram um prejuízo bilionário...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias