“Pirâmides financeiras” entram na mira de novo projeto de lei que pretende regular criptomoedas

Proposta prevê ainda regulação para o uso de criptomoedas no Brasil.

Siga no
Mão algemada
Mão algemada

Um projeto de lei visa apresentar diretrizes para a regulação de criptomoedas no Brasil. Apresentado pelo parlamentar Áureo Ribeiro, o projeto prevê ainda alteração na lei para criminalizar casos de pirâmide no Brasil. Caso seja aprovada, a proposta sinaliza o primeiro princípio regulatório para as criptomoedas no Brasil.

O Brasil ainda não aprovou leis voltadas para a regulação do mercado de criptomoedas. Embora o assunto já tenha sido discutido entre deputados federais, nenhum projeto de lei chegou a ser votado. Com a necessidade de leis que amparam negócios do setor, o Brasil deverá colocar o assunto em pauta em breve na câmara dos deputados em Brasília – DF.

CVM seria responsável por fiscalização de criptomoedas

A proposta apresentada pelo deputado federal do Solidariedade – RJ busca oferecer plenos poderes de fiscalização para a CVM. Desse modo, a comissão passaria a fiscalizar transações envolvendo criptomoedas em todo o Brasil. Além disso, o projeto caracteriza ativos digitais como fundos de valores mobiliários.

Uma regulação para as criptomoedas foi apresentada através de uma proposta voltada para a aprovação de um regime jurídico para o setor. Sendo assim, o projeto trata especificamente do mercado de criptoativos.

Disposto em cinco páginas, o projeto prevê ainda a alteração de legislação já aprovada para incluir parágrafos voltados para as criptomoedas. Nesse caso, o projeto de lei traz previsões para o enquadramento de crimes envolvendo ativos digitais através do código penal brasileiro.

“Dispões sobre Criptoativos, que englobam ativos utilizados como meio de pagamento, reserva de valor, utilidade e valor mobiliário, e sobre o aumento de pena para o crime de “pirâmide financeira”, bem como para crimes relacionados ao uso fraudulento de Criptoativos.”

Crimes de pirâmides financeiras serão punidos

O termo “pirâmide financeira” é enunciado já no primeiro parágrafo do projeto de lei apresentado pelo deputado federal. O crime passaria a ser tipificado com pena e ou multa. Três artigos trazem especificidades em relação aos crimes praticados relacionados aos ativos digitais. Entre o pagamento de multas e detenção, a pena pode variar entre um mês a cinco anos, de acordo com a tipificação do crime.

Desse modo, além de pirâmide financeira, a legislação prevê a inclusão de outros crimes relacionados as criptomoedas, como a “evasão de divisas, sonegação fiscal, realização de operações fraudulentas ou prática de outros crimes contra o Sistema Financeiro.”

Vale lembrar que muitas empresas que supostamente operam pirâmide financeira estão usando as criptomeodas como fachada, por exemplo, a Unick.Forex, que é investigada pelo MP. A Unick teve um escritório fechado nos últimos meses e foi citada, pelo Procurador Celso Tres, como um clássico exemplo de pirâmide.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".

Alemanha vai leiloar R$ 75,2 milhões em Bitcoin

O leilão de criptomoedas realizados por diferentes governos tem sido algo cada vez mais comum, e desta vez um estado da Alemanha vai leiloar...
Rafael Portugal em uma live pelo Instagram

“Não perdi nada” – Rafael Portugal consegue bloquear R$ 1,4 milhão da empresa do...

Em uma publicação em seu Instagram, o ator do "Porta dos Fundos" Rafael Portugal afirmou que "não perdeu nada". Agradecendo o carinho dos fãs...
Investimentos em Bitcoin e criptomoedas

ANBIMA fará evento sobre criptomoedas, água e cannabis

O evento ANBIMA Summit, que começa nesta segunda-feira (25), discutirá sobre investimentos em criptomoedas, água e cannabis, na seção dos chamados ativos alternativos. A ANBIMA...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias