Inicio Blockchain Plubr: Rede Social brasileira baseada em blockchain vai ‘pagar’ usuários por tempo...

Plubr: Rede Social brasileira baseada em blockchain vai ‘pagar’ usuários por tempo de navegação

Rede social monetizada é brasileira e será lançada durante Google for Startups em São Paulo - SP.

-

Compartilhe
Plubr rede social brasileira

A Plubr é a mais nova rede social do Brasil que busca criar uma plataforma completamente monetizada. Com a apresentação do projeto da empresa, o futuro das redes sociais pode estar mais próximo dos brasileiros. Além disso, será possível “receber” enquanto navega na Plubr, segundo informações divulgadas pela empresa. O pré-lançamento da rede social está previsto para acontecer durante o Google for Startups.

Redes sociais podem ser transformadas a partir da tecnologia blockchain. É através dessa tecnologia que o bitcoin e outras milhares de criptomoedas foram criadas. Também será com a blockchain que a Plubr espera criar um ecossistema descentralizado proporcionando uma monetização na rede social que será lançada na próxima semana.

O pré-lançamento da Plubr acontece na próxima quarta-feira (22) em São Paulo – SP. A rede social será lançada no evento gratuito do Google voltado para startups.

Blockchain é a resposta para a vulnerabilidade de dados

A vulnerabilidade de dados nas redes sociais pode colocar qualquer pessoa em risco. Até mesmo o Facebook já foi acusado de permitir o acesso a informações sigilosas por empresas terceirizadas, como foi o caso da Cambridge Analytica.

Em busca de garantir mais privacidade e ao mesmo tempo maior proteção de dados, a Plubr decidiu apostar na tecnologia blockchain para criar a rede social.

A tecnologia blockchain deverá garantir que dados sejam tratados de forma sigilosa. Isso permitirá maior confiança dos usuários na rede social, que chegará ao mercado brasileiro.

A maioria das redes sociais ainda são voltadas para a centralização de dados. Além disso, programas de incentivo e recompensas monetizadas não são exploradas por esse tipo de plataformas. Por outro lado, Alfredo Miranda acredita que a Plubr será diferente do Facebook. Em entrevista, o CEO da Publr explicou que os modelos de negócio da rede social são diferentes da plataforma criada por Mark Zuckerberg.

“Erra quem pensa que temos a pretensão de ser um nov Facebook, apesar de todas as redes sociais serem iguais em sua essência, nossos modelos de negócios são extremamente diferentes.”

Usuários vão “receber” para usar a rede social

A internet prepara um ecossistema em que os usuários recebem por interações. Cada vez mais sistemas de distribuição envolvem usuários em sites e plataformas na internet. Esses sistemas buscam garantir aos usuários um retorno financeiro relacionado a navegabilidade, através de demonstração de propagandas, por exemplo.

A Plubr espera que a rede social seja expandida para outros países. Segundo o planejamento da empresa, 34 escritórios físicos deverão ser inaugurados nos próximos meses. Com essa adoção de planos para a expansão da empresa, a rede social espera atuar em mais de 140 países.

XDEX:Negocie bitcoin com TAXA ZERO. Aproveite também para negociar outras 6 criptomoedas com as menores taxas do mercado.Abra sua conta, é grátis!
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter para começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.

MAIS LIDOS

Innova Mine: A cidadela da mineração e trade de criptomoedas

A Innova Mine é um novo projeto da indústria de criptomoedas que opera um modelo de negócios revolucionário. A empresa está sediada na Austrália...

MyAlice: Ex-sócio denuncia esquema em empresa de criptomoedas, “sumiram mais de 100 bitcoins”

Uma grave denúncia contra a MyAlice foi realizada por um ex-sócio da empresa no Facebook. Através de depoimento, Jean Kássio mostra como os negócios...

MP abre inquérito contra a Dreams Diggers por suposto esquema de pirâmide

O Ministério Público, por meio da 5ª Promotoria da Justiça do Consumidor de Salvador (BA), acaba de abrir inquérito civil para investigar a Dreams...

O valor da escassez dos ativos digitais

O setor de jogos evoluiu muito nas últimas décadas, uma das primeiras e grandes mudanças foi a eliminação da mídia física, reduzindo custos de...

A história das moedas físicas de Bitcoin

Uma das principais características do Bitcoin é que ele é totalmente digital, todavia, com o passar dos anos algumas pessoas começaram a criar moedas...

“Dinheiro não existe”: justiça orienta vítimas a sacarem tudo da Unick Forex

A Unick Forex está sendo investigada pela justiça brasileira. Após uma filial do escritório da empresa ser fechado no interior do Rio Grande do...

Banco Central do Brasil aposta em blockchain para criar sistema interbanco

Mais uma vez o Brasil sai na frente ao inaugurar um sistema interbancário através da tecnologia blockchain. O projeto é mantido pelo Banco Central...

Visa, Uber e Paypal vão apoiar a criptomoeda do Facebook

A criptomoeda do Facebook ganhou importantes aliados, como a Visa, Uber e Paypal. As três empresas anunciaram que apoiam a GlobalCoin. A previsão é...

Halving do Litecoin pode ser o maior evento de 2019

Certamente discutir sobre preços de criptomoedas é algo paradoxal, logo não é o foco discutir essa perspectiva. Isso porque o halving do Litecoin (LTC)...
 

COMENTÁRIOS

Compartilhe