Polícia prende doze pessoas por roubo de máquinas de mineração

Máquinas de mineração de Bitcoin.
Máquinas de mineração de Bitcoin.

Doze pessoas foram detidas na última semana sob a acusação de roubo de máquinas de mineração de Bitcoin. O caso aconteceu na cidade de Klang, na Malásia e foi reportado pelo portal New Straits Times.

Uma das vítimas conta que sua fazenda de mineração foi alvo dos assaltantes por duas vezes, a primeira em abril e a seguinte em maio deste ano. No total, mais de 180 máquinas de mineração foram levadas do local.

Outro ponto destacado pelo minerador foi o modus operandi dos criminosos. Embora a fazenda possuísse seguranças de plantão, os mesmos foram imobilizados em ambas ocasiões, além disso, os crimes ocorreram no mesmo horário, pelo início da manhã.

Nove batidas policiais, 12 presos e 3 foragidos

Após realizar nove batidas policiais durante as últimas quinta (26) e sexta-feira (27), as autoridades de Klang, na Malásia, prenderam doze pessoas possivelmente ligadas a roubos de equipamentos de mineração.

Segundo a polícia, todos os onze suspeitos malasianos já haviam sido presos por diversos outros crimes. Já o último, de origem indonésia, era o único sem passagem criminal. Outro ponto destacado foi a idade dos meliantes, todos estão entre a faixa de 20 a 40 anos.

“Durante as batidas, entre os itens apreendidos estavam carros, computadores, telefones celulares e máquinas de mineração de Bitcoin,” informou a polícia local. “Como resultado das prisões, a polícia conseguiu resolver três casos de roubo de máquinas de bitcoin na área de Klang.”

Por fim, outros três suspeitos seguem foragidos. Apesar disso, as autoridades já possuem informações sobre as identidades dos mesmos, podendo ser apenas questão de tempo até que sejam detidos.

Máquinas caras e lucrativas

Além da pouca regulamentação sobre o setor, máquinas de mineração de Bitcoin chamam a atenção dos golpistas por conta de seu valor. Produtos novos, por exemplo, podem ter um preço mínimo de US$ 5.000, equivalente a cerca de 25 mil reais.

Outro ponto é que estes podem ser vendidos ou então usados para benefício próprio dos criminosos, minerando criptomoedas para os mesmos, podendo render até US$ 375 (R$ 1.800) por mês, sem contar com custos de energia.

Por fim, tais equipamentos são responsáveis pela segurança do Bitcoin e tanto o poder computacional quanto a distribuição dos mesmos são de extrema importância. Portanto, é de interesse de todos que mineradores possam trabalhar com segurança em qualquer país.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias