Polkadot (DOT) sobe 48% na semana, há fundamento?

No início de dezembro, a exchange Huobi anunciou um plano de investir 5 milhões de dólares em projetos do ecossistema Polkadot.

Siga no

O co-fundador da Ethereum, Gavin Wood, está por trás do projeto inter-operacional Polkadot (DOT), que subiu 47% nos últimos 7 dias. O ICO de 2017 levantou 145 milhões de dólares em 2 semanas, ao vender 5 milhões de tokens.

Cabe lembrar que Gavin é co-fundador da Web3 Foundation, além do cliente Parity da rede Ethereum. Em suma, sua luta por integrar diferentes blockchains é antiga.

Curiosamente, uma falha num smart contract prendeu 66% do valor arrecadado no ICO. De qualquer forma, o projeto continua com recursos, em parte advindos da fundação Web3.

Outro fato que chama atenção é que sua testnet, lançada em agosto de 2019, possui um token próprio, negociado em exchanges, denominado Kusama (KSM). Ah! Acredite se quiser, o token é um dos 50 maiores criptoativos, com valor de mercado de 560 milhões de dólares.

A fase 1 da mainnet (rede própria) de Polkadot ocorreu em maio de 2020, porém o efetivo lançamento das funcionalidade de Staking e validadores deu-se em agosto. Após 4 meses estagnado na casa dos 5 dólares, o token DOT finalmente decolou, atingindo sua máxima de 7,78 dólares neste 30 de outubro.

Pump chinês parece ter vazado antes

O serviço de blockchain público da China (BSN), apoiado financeiramente pelo governo, anunciou em 25 de novembro a integração do Polkadot, juntamente com Oasis Protocol e Bityaun. Curiosamente, a DOT teve uma alta de 25% nos 5 dias anteriores ao anúncio.

Enfim, é muito difícil julgar se a notícia é relevante, ou se apenas dá tranquilidade ao investidor em saber que a China não irá criar dificuldades para a integração de blockchains locais ao ecossistema Polkadot.

Exchanges disputam mercado

Outra grande sacada de Gavin Wood foi a melhoria no processo de ICO, as ofertas iniciais de tokens. No novo sistema, denominado parachain, os valores arrecadados ficam presos em um smart contract até que certas condições sejam atingidas.

No início de dezembro, a exchange Huobi anunciou um plano de investir 5 milhões de dólares em projetos do ecossistema Polkadot. Na mesma semana, o projeto anunciou uma parceria com a rede Chainlink (LINK), que passaria a atuar como validador da DOT.

A disputa fez com que a gigante Binance anunciasse um fundo de 10 milhões de dólares em 23 de dezembro. De maneira similar a Huobi, garantiu que os bons projetos lançados na Polkadot seriam listados na exchange. Aliás, o primeiro projeto, Reef Finance (REEF), já foi inclusive listado na Binance. 

Por último, em 30 de dezembro, foi a vez da OkEX anunciar o staking de Polkadot. Em suma, todos querem uma fatia deste novo mercado, especialmente após a rede de testes Kusama (KSM) se tornar um dos 50 maiores criptoativos.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Marcel Pechman
Marcel Pechman
Atuou como trader por 18 anos nos bancos UBS, Deutsche e Safra. Desde Mai/2017 faz arbitragem e trading de criptos, além de ser co-fundador do site de análise de criptos RadarBTC. Palestrante do Bitcoin Summit Florianópolis 2019

Imóveis nos EUA são vendidos acima do preço ofertado

A Redfin, agente imobiliário listado na bolsa Nasdaq, informou que o mês de março foi recorde nas 400 regiões metropolitanas em que atua. Na...
Gráfico do Bitcoin com preço em crescimento alta

Bitcoin renova máxima história e supera US $ 63 mil

Na manhã desta terça-feira (13), o preço do Bitcoin ultrapassou a marca de 63 mil dólares pela primeira vez na história . A criptomoeda...

Revista TIME terá Bitcoin em seu balanço patrimonial

A revista TIME, uma das mais importantes do mundo, com quase 100 anos de história, decidiu seguir outras empresas como a Tesla e vai...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias