Preço do Bitcoin dispara e medo extremo some do mercado

Mercado passou um grande período em medo extremo, o maior de sua história, mas situação muda com novas altas do bitcoin.

Preço do Bitcoin subindo em análise com esperança
Preço do Bitcoin subindo em análise com esperança

Após o preço do Bitcoin registrar o maior período de sua história em medo extremo, com a disparada de preços da última semana a situação começou a se reverter. Nos últimos sete dias a moeda valorizou quase seis por cento e voltou a trazer alívio aos investidores.

Alguns aspirantes a “guru” do preço do Bitcoin chegaram a prever uma queda ainda mais expressiva para um futuro próximo, entretanto, a situação real se mostrou diferente.

Chamou atenção para o movimento que a nova alta do Bitcoin ocorre em simultâneo com um aperto monetário feito pelo banco central dos Estados Unidos, o FED. Assim, o otimismo com a moeda digital se mostra resiliente, pelo menos em um curto prazo.

Preço do Bitcoin dispara e medo extremo acaba

O preço do Bitcoin é conhecido pela sua alta volatilidade em relação ao dólar, que é o principal par de negociações em volume pelo mundo. Essa volatilidade é definida pela especulação do próprio mercado, que compra e vende em plataformas em patamares de preço que julga ser o correto.

Com uma pressão vendedora presente em 2022, o Bitcoin registra uma desvalorização de 48% no consolidado do ano. Para piorar a situação, desde maio várias empresas estão vendendo suas moedas para honrar seus compromissos com credores após vários casos de falência no mercado de criptomoedas.

Essa situação colocou o preço do Bitcoin sob forte desconfiança levando o medo extremo a ser detectado pelos investidores pelo maior período da história da moeda digital.

No entanto, o mês de julho pode estar sendo um alívio aos investidores após uma alta de 19% neste mês. Dessa forma o Bitcoin chega a ser cotado em US$ 23.970,00 neste sábado (30).

O alívio também é percebido ao se analisar uma alta de quase 6% durante a última semana. Dessa forma o medo extremo que estava presente no preço do Bitcoin acabou com a disparada dos últimos dias e o mercado entrou em uma região de apenas medo segundo dados da empresa Alternative.

Medo extremo do bitcoin acaba com recuperação no preço, em 30 de julho de 2022
Medo extremo do bitcoin acaba com recuperação no preço, em 30 de julho de 2022. Fonte: Alternative.me

Em relação ao Real, o bitcoin também sente um alívio na cotação neste mês de julho, após registrar uma alta de 26%. Vale lembrar que o Dólar desvalorizou em relação ao real durante esse período, com a divisa norte-americana perdendo 1,16%.

O “alívio”, contudo, ainda não é um sinal de que a queda do bitcoin acabou no ano e investidores seguem atentos ao movimento da moeda digital nas corretoras. Mesmo assim, para o indicador de medo, essa pode ser uma boa região para quem quer comprar esperando o longo prazo.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias