Preço do Bitcoin valerá U$ 10 mil até o halving, aponta analista

Preço da moeda digital pode crescer bastante nos próximos dias aponta analista de corretora!

-

Siga no
Trader analisando Preço do Bitcoin
Trader analisando Preço do Bitcoin
Anúncio

O preço do Bitcoin passa por um momento de extrema tensão nos próximos dias, quando o famoso halving diminui a emissão de moedas no mercado, sendo que muitos traders querem saber quanto valerá o BTC na ocasião.

Para um analista da eToro, o preço do Bitcoin deve valorizar nos nove dias antes do halving, podendo chegar até U$ 10 mil ou ir além. De fato, caso a previsão otimista para o Bitcoin se confirme, a moeda digital terá ganho 12% nos próximos dez dias.

Com a cotação do dólar em R$ 5,49 hoje, o Bitcoin poderia valer pelo menos R$ 54 mil no Brasil. A cotação do Bitcoin hoje é de R$ 50 mil por unidade.

Anúncio

Além disso, os investidores da moeda digital têm visto um cenário promissor nos últimos dias, com o Bitcoin ganhando bastante valor. A moeda digital já acumula ganhos de 28% em 2020, com o mês de maio estando em seu início.

Bitcoin
Imagem Cortesia do Flickr

Preço do Bitcoin volta a ser destaque e analista aponta que valerá U$ 10 mil até halving

O ano de 2020 para o Bitcoin tem sido emblemático, uma vez que a moeda oscilou bastante em poucos meses. Ao começar com extrema valorização, que animava os traders, o Bitcoin caiu no dia 12 de março de forma assustadora. O momento refletiu preocupações com o novo coronavírus, quando a moeda desvalorizou mais que 40% em menos de 24 horas.

Apesar da queda, o preço do Bitcoin voltou a crescer novamente em abril, fechando o mês com balanço positivo e mostrando forte movimento de alta. O início de maio aponta um cenário ainda mais interessante, que reflete as expectativas com o halving.

De fato que o preço do Bitcoin é sempre um destaque quando em queda ou alta, sendo a volatilidade sua marca registrada. Para o analista da eToro, Simon Peters, o preço do Bitcoin valerá pelo menos U$ 10 mil até o halving, ou até mais. Simon afirmou que há um frenesi de alta entre investidores em conversa com a Forbes.

Acreditamos que é provável que o preço do [bitcoin] ultrapasse os US $ 10.000 antes que o halving ocorra

O analista afirmou que o halving sempre foi um momento de alta para o Bitcoin e não seria diferente dessa vez. Contudo, Simon afirmou que os investidores dessa vez decidiram se posicionar antes do halving, trazendo valorização de preço ao Bitcoin.

Bitcoin
Imagem Cortesia da PXFuel

“Vento de cauda” pode pegar o Bitcoin e valorização tenderia a ir longe

O analista afirmou ainda que um “vento de cauda” poderia muito pegar o Bitcoin em 2020. Isso porque, quando um avião está voando em uma direção e o vento vem ajudando, a velocidade que o objeto alcança.

Avião pegando velocidade
Avião pegando velocidade

Peter Simons afirmou que o medo de inflação generalizada em 2020, novas pessoas comprando Bitcoin e até os mineradores segurando as moedas recém geradas ao invés de vende-las poderia ser interessante.

Quanto ao quão alto ele pode ir a longo prazo, em meio à deterioração das perspectivas econômicas da economia dos EUA e à probabilidade de uma oferta monetária cada vez maior, que enfraquece o dólar e alimenta os temores da inflação, acreditamos que poderia facilmente testar altas anteriores acima de US $ 19.000 enquanto os investidores procuram refúgios afastados dos ativos tradicionais

Apesar da expectativa sobre o terceiro halving do Bitcoin ser alta, nos dois últimos casos um cenário chamou atenção. O Bitcoin valorizou bastante após o evento, entretanto, a valorização veio após 18 meses em média.

Com isso, ainda há uma cautela sobre uma imediata alta de preços, que poderia ser vista apenas no longo prazo. Mesmo assim, caso o preço do Bitcoin volte a valer U$ 19 mil após o halving, no Brasil, valerá R$ 104 mil considerando o dólar na cotação de hoje.

Cabe o destaque que o real é a segunda pior moeda do mundo em 2020, atrás apenas da Venezuela. No Brasil, o Bitcoin pode ser uma moeda importante para ajudar as pessoas a fugir da inflação, caso essa venha.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Leia mais

ONU (Nações Unidas, Blockchain e Bitcoin)

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...

Últimas notícias

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...

Primeira exchange a listar a brasileira Hathor HTR

A tecnologia brasileira da blockchain Hathor vem chamando cada vez mais atenção da comunidade global e já entrou nos Estados Unidos e na Ásia,...