Preço do Ethereum atinge máxima de dois anos

Em relação ao dólar, criptomoeda disparou nesse início de semana.

Siga no
Criptomoeda Ethereum
Criptomoeda Ethereum

O preço do Ethereum, a segunda maior criptomoeda em valor de mercado, atinge a máxima de dois anos em relação ao dólar nesse início de semana. Essa valorização de fato tem chamado atenção dos traders em 2020.

O termo DeFi tem se tornado popular no mercado de criptomoedas. Com as chamadas finanças descentralizadas, muitas aplicações foram construídas na rede Ethereum. A maior parte dessas soluções buscam entregar aplicações bancárias descentralizadas, como o Yield Farming, por exemplo.

Além de ser uma criptomoeda, a Ethereum permite a construção de aplicativos descentralizados, também chamados de dApps. Os contratos inteligentes também podem ser criados nessa rede. Seja para criar aplicações com Ethereum ou investir em DeFi, o preço do ETH tem escalado nos últimos meses.

Preço do Ethereum atinge a máxima de dois anos em relação ao dólar

Chama atenção neste início de setembro o comportamento da criptomoeda Ethereum. Ao alcançar a cotação de U$ 470 por unidade, a Ethereum registrou ganhos de 270% apenas em 2020.

A valorização do Ethereum em relação ao dólar tem sido extrema, principalmente com a ascensão do DeFi. Vale o destaque que a última vez que o Ethereum teve seu preço acima de U$ 470 foi em julho de 2018.

De lá para cá, o preço da moeda despencou, chegando na mínima de U$ 85 em dezembro de 2018. A segunda maior criptomoeda em valor de mercado volta a chamar atenção, e com valorização de 10% nas últimas 24 horas, superou até os ganhos do Bitcoin.

De acordo com análise do Double-U, o preço do Ethereum subiu, mas seus investidores sacaram as moedas das corretoras. Isso poderia sugerir que o Ethereum tem sido utilizado como reserva de valor, sendo sacado de corretoras.

Correlação do Ethereum com Bitcoin também despencou com alta da moeda

Em 2020, o preço do Ethereum e Bitcoin operam em alta frente ao dólar. Contudo, a correlação das duas criptomoedas, que normalmente é alta, tem caído nos últimos meses.

De acordo com dados da CoinMetrics, a correlação de 90 dias do Bitcoin e Ethereum segue caindo. A marca já teria caído ao nível mais baixo desde março de 2018, ou seja, o preço do Bitcoin e Ethereum podem estar adotando movimentos opostos.

Cabe o destaque que o preço do Ethereum em Bitcoin ainda não recuperou da mesma forma que em dólar. Isso porque, desde que caiu abaixo de 0,039 BTC, cotação vista em fevereiro de 2019, o Ethereum chegou ao máximo 0,037 BTCs no recente movimento de alta.

Um detalhe ruim da alta do Ethereum tem sido para aqueles que realizam transações nessa rede. Com o sucesso do DeFi, as taxas da rede Ethereum subiram muito, ficando extremamente altas.

Segundo reportagem do Decrypt, o aumento do preço do Ethereum pode até ter relação com o aumento do Gas, métrica base para estimar custos das transações. Dessa forma, as pessoas podem estar comprando Ethereum para pagar as taxas da rede, fator que poderia impulsionar o preço também.

Uma transação média em Ethereum custa mais de U$ 6 hoje, cerca de R$ 32 cada. No início de 2020, a mesma transação custava U$ 0,08. Para driblar esses custos, até a Tether avisou que estava de saída do Ethereum recentemente. Independente das taxas da rede, o preço do Ethereum atinge uma alta importante e os traders seguem acompanhando o movimento.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Governo da Ucrânia ensina bitcoin para população

O Ministério da Transformação Digital da Ucrânia criou uma campanha para ensinar  bitcoin, blockchain e criptomoedas para a população. Os vídeos foram desenvolvidos em...

Impressora de dinheiro ligada: BC aumentou em quase 50% base monetária em 12 meses

O Banco Central do Brasil imprimiu muito dinheiro nos últimos doze meses, inflando a base monetária do país. De acordo com o BC houve...
BCHA-51-attack

Grupo anônimo de baleias lança ataque 51% contra fork do Bitcoin Cash

A rede da criptomoeda Bitcoin Cash ABC (BCHA), que surgiu no meio do mês como resultado de um hard fork do Bitcoin Cash, está...

Últimas notícias

Impressora de dinheiro ligada: BC aumentou em quase 50% base monetária em 12 meses

O Banco Central do Brasil imprimiu muito dinheiro nos últimos doze meses, inflando a base monetária do país. De acordo com o BC houve...

Grupo anônimo de baleias lança ataque 51% contra fork do Bitcoin Cash

A rede da criptomoeda Bitcoin Cash ABC (BCHA), que surgiu no meio do mês como resultado de um hard fork do Bitcoin Cash, está...

30 bilionários possuem bitcoin, mas não falam sobre isso, revela milionário do Twitter

O multimilionário filantrópico Bill Pulte, apelidado de "Bitcoin Bill" após sua entrada no mercado de bitcoin em dezembro de 2019, afirmou em uma live...