Presos por golpe milionário com criptomoedas pedem liberdade por risco de contrair coronavírus

A atuação da dupla fez milhares de vítimas em todo o mundo

Siga no
Prisão
Prisão

Matthew Goettsche e Jobadiah Weeks requisitaram liberdade da prisão para corte de Nova Jersey. Os dois homens foram responsáveis por um esquema Ponzi com criptomoedas que roubou 722 milhões de dólares de investidores.

Eles alegaram que correm o risco de contrair coronavírus enquanto estão presos. De acordo com eles, os riscos da doença são ainda maiores entre os detentos, de forma que as condições de confinamento facilitam o contágio.

Recentemente a justiça concedeu liberdade para os líderes da Unick Forex, Leidimar Lopes, presidente da pirâmide, e Danter Silva, garoto propaganda Unick foram soltos na última semana sem pagar fiança.

Agora, Goettsche e Weeks foram os criadores da Bitclub Network, uma suposta plataforma de mineração de Bitcoin que alegava ter diversas operações em 2104.

De acordo com a investigação das autoridades americanas, houve a falsificação nos números de seus ganhos para enganar os investidores no montante total que roubaram.

Assim, eles foram acusados de cometer fraude eletrônica e conspiração para oferecer valores mobiliários não registrados.

A requisição dos dois presos foi realizado via carta para as autoridades, alegando que ambos são incapazes de seguir os conselhos médicos na prisão. Isso porque substâncias desinfetantes como álcool em gel e sabonete são controlados na cadeia.

Assim sendo, a dupla pediu soltura temporária para que seja possível proteger a saúde de todos os reclusos que estão detidos.

Como a justiça está lidando com a questão

Nos EUA, questões de libertação temporária por conta do coronavírus já foram discutidas. Na semana passada, um juiz de Nova York concedeu uma moção de soltura para outra pessoa, com a alegação de que os centros de detenção lotados permitiriam que a doença se espalhasse mais facilmente.

No caso específico de Weeks, o homem sofre de asma, argumento que deve dar mais credibilidade, pelo menos para o seu apelo.

Ambos os detentos, como não são acusados por nenhum crime violento, alegam que não trariam nenhum risco para a sociedade caso fossem soltos.

Roger Ver entrevistando líder da BitClub

Além disso, eles alegam que não poderiam fugir da justiça enquanto estivessem liberados. Isso porque os seus passaportes estão confiscados e as viagens internacionais estão proibidas. A decisão da justiça para liberar a ambos deve sair nos próximos dias.

A atuação da dupla fez milhares de vítimas em todo o mundo. Além da dupla, mais três pessoas que atuavam junto com Bitclub Network também foram detidas. Diversas pessoas estão tentando reaver o montante perdido em investimentos realizados na empresa com a ajuda do sistema de justiça.

Este é apenas mais um dos diversos esquemas envolvendo criptomoedas descobertos e desmontados nos últimos anos. No entanto, foi um dos que mais lucrou enganando vítimas.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".
Robert Kiyosaki Imagem: Instagram

“Compre Bitcoin e Ethereum antes do maior crash da história”, alerta autor de “Pai...

Robert Kiyosaki, o autor do livro de finanças pessoais "Pai rico, Pai Pobre", insiste que as pessoas se protejam da maior crise do mundo,...
Elon Musk alerta sobre criptomoedas. Imagem: TMZ

Elon Musk pede agilidade para que Dogecoin faça melhorias

Após passar um tempo afastado das criptomoedas, esta semana Elon Musk voltou a se mostrar mais ativo no Twitter. Após a AMC divulgar estar...
Itajaí Moeda digital de recompensa

Itajaí vai dar moeda digital para quem contribuir com meio ambiente

O município de Itajaí, no estado de Santa Catarina, vai dar uma moeda digital para a população que contribuir com o meio ambiente. A novidade...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias