Primeira universidade no Brasil emite diplomas via blockchain

Instituição desenvolveu blockchain para emitir e autenticar diplomas universitários.

-

Siga no
Anúncio

A tecnologia blockchain foi utilizada na emissão dos primeiros diplomas universitários no Brasil. Segundo a publicação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), onze formandos tiveram os seus documentos registrados dessa forma. Sendo assim, esse é o primeiro caso envolvendo o registro de diplomas universitários no país através da blockchain e poderá ser expandida para outras instituições.

Vários processos poderão sofrer profundas modificações com a blockchain. A emissão de documentos, por exemplo, é um dos setores que devem ser beneficiados por essa tecnologia. Desse modo, com um sistema de armazenamento de dados completamente seguro, a blockchain pode até impedir que documentos falsos sejam emitidos, além de assegurar a veracidade das informações armazenadas via “livro-caixa”.

Diplomas são emitidos em sistema desenvolvido pela UFPB

A tecnologia blockchain funciona como um “livro-caixa”. Isso faz com que dados armazenados e distribuídos dessa forma sejam completamente confiáveis. Sendo assim, a adoção dessa tecnologia está transformando até mesmo a educação brasileira. Nesta quinta-feira (21) a UFPB realizou a entrega de onze diplomas emitidos através da blockchain. Nesse caso, os alunos que formaram faziam parte da turma de Engenharia da Computação da instituição paraibana.

Anúncio

A instituição UFPB foi promissora ao criar uma blockchain para a emissão de documentos importantes, como diplomas universitários. Financiado pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), o projeto poderá ser exportado para outras universidades. Contudo, o anúncio da emissão dos diplomas foi publicado no site da universidade na última sexta-feira (22).

“Esta inovação pioneira no país foi desenvolvida com tecnologia de registro e autenticação distribuída, baseada em blockchain e certificados digitais. Blockchain pode ser traduzido como um banco de dados online, público e descentralizado, criado para tornar a distribuição de informação transparente e confiável.”

Após a pesquisa sobre o sistema que foi lançado por pesquisadores da UFPB, foi lançado o Serviço de Registro, Autenticação e Preservação Digital de Documentos (GT-RAP). Desse modo, será através desse sistema que outros diplomas serão emitidos via blockchain. Além dos pesquisadores da UFPB, estiveram envolvidos no projeto colaboradores do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro (ITS Rio) e da Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio).

Outras universidades podem usar blockchain em breve também

Após ser desenvolvido pela UFPB, a universidade espera disponibilizar o sistema (GT-RAP) para outras instituições. Nesta terça-feira (26) uma reunião aconteceu para demonstrar como a tecnologia blockchain pode ser utilizada para a emissão de diplomas universitários.

“O novo serviço que emite os diplomas digitais armazena por um longo tempo esses documentos e autentica quando alguém precisa, garantindo que tudo isso aconteça sem risco de perda das informações, que devem ser capazes de perdurar além das instituições e sistemas de origem”.

Estiveram presentes no encontro representantes das Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e o Centro universitário de João Pessoa (UNIPÊ). Além dessas instituições paraibanas, o Colégio IESP de São Paulo – SP enviou um representante à reunião.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".

Leia mais

Verificador de saldo de endereços bitcoin

Verifique o Saldo de Endereços Bitcoin

O Verificador de Saldo de Endereços Bitcoin já está disponível. Desenvolvido no Brasil, o aplicativo permite verificar facilmente o saldo de diversos endereços bitcoin...
ONU (Nações Unidas, Blockchain e Bitcoin)

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Últimas notícias

USP participou na ONU de Blockchain Central UNGA

O estado de São Paulo foi representado na 75.ª Assembleia Geral da ONU na última semana, e com a participação da USP em um...

Corretora de criptomoedas perde R$ 1 bilhão após ser hackeada

A KuCoin, uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo perdeu US $ 200 milhões (R$ 1.1 bi) após ser hackeada. O ataque aconteceu...

Grande banco dos EUA é acusado de participação em golpe com criptomoedas

O esquema de pirâmide OneCoin foi o maior esquema ponzi recente, sumindo com bilhões de clientes, levando a prisões e até mesmo a uma...