Universidade Unochapecó: pioneira no uso de blockchain para proteger registros acadêmicos

Siga no

A Universidade Comunitária da Região de Chapecó – Unochapecó, é uma instituição comunitária, profundamente identificada com o desenvolvimento regional e muito atenta às necessidades da população e das organizações situadas em sua região de abrangência.

Nascida da iniciativa de lideranças locais com o intuito de garantir a oferta de educação à população da região, há 40 anos vem contribuindo ativamente com o desenvolvimento do oeste catarinense, por meio da formação de profissionais qualificados, da educação continuada para profissionais e lideranças, da produção e publicação de novos conhecimentos, do desenvolvimento de ações comunitárias voltadas à promoção do desenvolvimento econômico, social, cultural, esportivo e da saúde, além de ações de assistência social.

Nos últimos anos, a Unochapecó vem priorizando investimentos na sua modernização, bem como na aproximação com o setor produtivo e organizações sociais, aprimorando seus instrumentos de apoio ao desenvolvimento, com foco na inovação tecnológica, na agilidade e na qualidade dos serviços que presta e na transformação das pessoas como um modo privilegiado de promover o desenvolvimento.

O objetivo do projeto

Diversos registros precisam se tornar imutáveis depois da sua geração, como por exemplo os fechamentos de diário de classe das disciplinas (frequência, notas e conteúdos). Essa é uma das mais importantes informações no transcorrer da vida acadêmica do aluno, e geralmente alvo de muitas tentativas de fraudes.

Embora a Unochapecó utilize um conjunto robusto de sistemas para evitar fraudes, o objetivo deste projeto foi construir uma camada adicional de segurança para petrificar os registros acadêmicos para tornar impossível qualquer parte envolvida acessar e realizar alterações de forma a distorcer os dados lançados pelos professores.

Além disso, o projeto permitiu simplificar o processo de geração dos relatórios de registros acadêmicos, entregando ao professor mais autonomia, menos dependência da Secretaria Acadêmica, reduzindo custos e aumentando a rastreabilidade.

Como funciona a solução

Mais uma vez mostrando-se uma universidade inovadora, a Unochapecó adotou blockchain como a solução para atender aos objetivos deste projeto. Foi implementada uma rede privada com três nós, sendo um na infraestrutura local da universidade e os outros dois em nuvem pública, e a solução em blockchain foi construída na forma de APIs integradas ao sistema de gestão acadêmica da universidade, o Minha Uno.

Trata-se de um projeto pioneiro de uso de blockchain em universidades no Brasil, e a solução implementada garante integridade, autenticidade, rastreabilidade, inviolabilidade e segurança dos dados relacionados aos registros acadêmicos dos alunos, que a partir de agora ficam armazenados nessa cadeia de blocos (blockchain).

O registro no diário de classe é realizado por meio de aplicativos que fazem parte do Minha Uno, plataforma própria de gestão acadêmica adotada pela Unochapecó, e já no acesso dos professores há uma mudança: a adoção de um segundo fator de autenticação (2FA) baseado em uma chave privada gerada e armazenada no smartphone do professor.

No momento que o professor faz o acesso ao sistema Minha Uno utilizando esse novo método, um evento é gerado e esse login é registrado na blockchain, garantindo rastreabilidade total dos acessos realizados pelos professores.

Depois do lançamento dos registros, os docentes geram os relatórios de forma digital e o sistema identifica a identidade digital única destes documentos, gerando o hash dos arquivos para que sejam registrados na blockchain. Uma assinatura digital baseada na identidade do professor é adicionada e as informações dos relatórios são registradas em um bloco da blockchain, petrificando estes dados no sistema da universidade.

Um recibo é gerado e anexado automaticamente aos relatórios com os registros acadêmicos, indicando o hash dos documentos, login com as informações do professor, bloco em que foi incluído na blockchain, e outras informações relevantes ao processo, permitindo total rastreabilidade.

Benefícios com o uso da solução

  • Maior nível de segurança no acesso ao professor, eliminando a possibilidade de alguém acessar utilizando as suas credenciais
  • Maior rastreabilidade dos acessos dos professores ao sistema Minha Uno
  • Garantia de integridade e inviolabilidade dos dados registrados na blockchain
  • Eliminação da necessidade de impressão dos relatórios de registros acadêmicos
  • Eliminação da necessidade de assinatura dos professores dos documentos impressos
  • Redução da carga de trabalho da Secretaria Acadêmica no que diz respeito à geração, impressão e controle dos registros acadêmicos
  • Aumento da confiabilidade sobre o processo de registros acadêmicos, ampliando a credibilidade da Unochapecó no mercado
  • Ampliação da visão inovadora da universidade, posicionando-se como uma das primeiras a implementar a tecnologia blockchain em seus processos
  • Criação de uma infraestrutura de rede blockchain da Unochapecó, que permitirá implementar novos projetos focando em outros processos da universidade
  • Criação de uma base de conhecimento sobre a tecnologia e seu potencial, criando um capital intelectual que poderá ser transformado em cursos de extensão para a comunidade acadêmica

Próximos passos

Este é o primeiro projeto de blockchain de uma série que estão por vir, e os objetivos futuros incluem otimizar processos da Unochapecó, tais como a gestão de contratos e acordos financeiros, e registrar os diplomas em blockchain, oferecendo um benefício aos alunos por meio de uma plataforma que garante a autenticidade dos certificados dos alunos. Algo mais audacioso que está no radar é criar um cluster de universidades interessadas em garantir a consistência de seus processos e registros acadêmicos utilizando a solução em blockchain.

Unochapecó: uma universidade em constante inovação

Este não é o primeiro projeto inovador da Unochapecó, cuja área de tecnologia vem constantemente trabalhando para implementar soluções que geram valor para a universidade e para a comunidade acadêmica, implementando na prática a ideia de Universidade Inteligente.

A área responsável por toda essa inovação é a Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI), sob responsabilidade de Lissandro Hoffmeister, e entre as inovações estão o portal Minha Uno, o aplicativo mobile para toda a comunidade nas versões Android e iOS, o serviço de acompanhamento em tempo real do transporte no terminal urbano, o serviço de senhas de atendimento na secretaria, e até mesmo a correção automática de provas e o repositório de material de apoio.

Novas implementações estão em andamento, como a ferramenta Localize-se, que interage com o usuário de forma cognitiva e direciona o aluno até a sua sala de aula. O serviço cognitivo vai alertar os estudantes sobre a necessidade de assinaturas de contratos junto às secretarias, bem como alertar o melhor momento a ser atendido sem filas.

Todas estas inovações são estimuladas pelo programa Google for Education, um projeto que aproxima a universidade com os engenheiros do Google para realizar a transformação digital no meio acadêmico. Certamente a inovação na Unochapecó está no centro das atenções não apenas da DTI, mas há um interesse comum da Reitoria, das áreas de apoio, dos professores e dos próprios alunos em manter a Unochapecó entre as universidades mais inovadoras do Brasil.

Fala CIO

“Eu incentivo a minha área de TI a pensar em inovação e em transformar a nossa área de TI um agente de mudança. Mais do que nunca precisamos nos reinventar, sermos estratégicos e propormos soluções que agregam valor para a  instituição, esse é o nosso diferencial competitivo. Acumulamos projetos de inovação nos últimos anos a partir uma plataforma unificada que chamamos de Minha Uno. No entanto, este projeto com uso de blockchain é muito especial, pois trata-se de um dos projetos pioneiros com o uso dessa tecnologia no Brasil e no mundo. Podemos dizer que dominamos a tecnologia, aprendemos muito com a OnePercent, e acreditamos ter chegado à solução ideal para garantir a integridade, autenticidade, rastreabilidade, inviolabilidade e segurança dos dados relacionados aos registros acadêmicos com o uso de blockchain.” Lissandro Hoffmeister Diretor de Tecnologia da Informação da  Unochapecó

Leia mais sobre:
Avatar
Fabio Jungeshttp://www.fabiojunges.com.br
Certified Bitcoin Professional (CBP) pelo CryptoCurrency Certification Consortium. Doutor em Administração de Empresas, empreendedor na área de TI, professor em cursos de pós-graduação em transformação digital, blockchain e criptoeconomia, especialista em gestão estratégica, finanças corporativas, transformação digital e tecnologias disruptivas. Entusiasta de blockchain e de cenários em que as novas tecnologias mudam as organizações e as tornam melhores.

Desenvolvedor rouba R$ 180 milhões em criptomoeda e devolve: “Foi um experimento”

O que você acharia de colocar seu investimento em uma nova criptomoeda, ter tudo roubado por um suposto hacker e depois descobrir que a...

Ethereum se prepara para se tornar um ativo deflacionário

Os desenvolvedores da plataforma Ethereum aprovaram uma das maiores mudanças na rede desde sua criação em 2015, uma mudança que poderia elevar o preço...
IRS. Imagem: Youtube

Receita Federal dos EUA fecha cerco contra investidores em criptomoedas

A Receita Federal dos Estados Unidos (IRS) está intensificando esforços para detectar fraudes e evasão fiscal com criptomoedas. A agência tributária lançou um programa...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

Ethereum se prepara para se tornar um ativo deflacionário

Os desenvolvedores da plataforma Ethereum aprovaram uma das maiores mudanças na rede desde sua criação em 2015, uma mudança que poderia elevar o preço...

Receita Federal dos EUA fecha cerco contra investidores em criptomoedas

A Receita Federal dos Estados Unidos (IRS) está intensificando esforços para detectar fraudes e evasão fiscal com criptomoedas. A agência tributária lançou um programa...

Banco Central da França considera XRP como base para o euro digital

De acordo com um relatório da CPA Australia, o Banco Central da França está considerando a XRP como uma possível plataforma para o euro...

Magnata norueguês do petróleo investe R$ 331 milhões em Bitcoin

Kjell Inge Rokke, um bilionário norueguês e magnata do petróleo publicou um comunicado fortemente a favor do Bitcoin, apostando na criptomoeda como a melhor...

Bitcoin volta a subir após EUA aprovar pacote de estimulo de US $ 1,9 trilhão

Depois de vários dias em queda, o Bitcoin voltou a ser negociado acima de US $ 50 mil neste domingo (7). A moeda digital...