Primeiro ETF de criptomoeda do mundo aprovado na Suíça

Siga no

O primeiro Exchange Traded Product (ETP) de criptomoeda do mundo começará a ser negociado na próxima semana na SIX Swiss Exchange, que é a quarta maior bolsa da Europa, com uma capitalização de mercado de US $ 1,6 trilhão.

De acordo com a Trustnodes, Hany Rashwan, co-fundador e diretor executivo da Amun AG, a startup de criptomoedas que recebeu a luz verde para listar um fundo de índice em uma bolsa de valores tradicional, disse:

A ETP da Amun dará aos investidores institucionais que estão restritos a investir apenas em títulos ou não querem estabelecer a custódia de ativos digitais expostos a moedas criptografadas. Ele também fornecerá acesso para investidores de varejo que atualmente não têm acesso a corretoras de criptomoedas devido a impedimentos regulatórios locais. Depois de explorar isso em 23 diferentes corretoras e territórios ao redor do mundo, nós nos estabelecemos na Suíça”, disse Hany Rashwan.

“Acreditamos que a Suíça seja a melhor jurisdição para nossa base e pretendemos, após o lançamento de nossos produtos iniciais na SIX Swiss Exchange, lançar produtos adicionais e também em regiões geográficas e bolsas de valores adicionais”.


Um ETP é o termo genérico sob o qual o ETF pertence, que é um tipo de produto específico dentro dessa faixa mais ampla. A tendência geral tanto no mercado quanto na mídia é usar ETF e ETP como termos perfeitamente intercambiáveis.

As Notas ETN são tecnicamente uma dívida não garantida do emissor, mas as colateralizam com criptomoedas.

Os ETFs são os mais populares, porque você está basicamente comprando o ativo subjacente sem ter que assegurá-lo, delegando esses aspectos ao emissor e seus parceiros.

O ETF oferecido pela Amun AG

A Amun AG, uma startup de criptomoedas, está oferecendo um fundo que permitirá aos investidores institucionais investir nas principais criptomoeda, como bitcoin, ethereum, ripple, litecoin e bitcoin cash.

Hany Rashwan, CEO e co-fundador da empresa, disse que o ETP proporcionará uma oportunidade para os investidores institucionais que estão restritos a investir apenas em títulos e também dar a mesma oportunidade a investidores de varejo que não podem acessar as corretoras de criptomoedas devido pressão regulatória. 

O CEO também disse que antes de escolher a Suíça, a companhia explorou outros 23 destinos ao redor do mundo, mas achou a Suíça a mais adequada.

O ETF permitirá que os investidores invistam no mercado de criptomoedas como um todo. Quando os investidores estiverem investindo em um fundo, um valor igual ao seu valor de compra será mantido em seu nome pelo custodiante.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Fundador do Livecoins. Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org
Glaidson dos Santos em pronunciamento feito pela Gas Consultoria antes de Operação da PF Faraó dos Bitcoins

Justiça bloqueia mais de meio milhão do “Faraó dos Bitcoins” em apenas quatro horas

A justiça brasileira determinou o bloqueio de mais de meio milhão de reais das contas do Faraó dos Bitcoins em menos de quatro horas. Essa...
Homem com algemas segurando Bitcoin criptomoedas sequestro prisão

Polícia desarticula quadrilha que iria sequestrar investidor de criptomoedas em Campinas

A polícia militar de São Paulo, por meio de seu Batalhão de Ações Especiais (BAEP), ajudou o Gaeco a desarticular uma quadrilha que planejava...
Imagem de enterro do Bitcoin após morte

Quantas vezes o Bitcoin morreu? 37 só este ano

Segundo estatísticas do site 99Bitcoins, o Bitcoin já foi declarado "morto" 37 vezes apenas em 2021, quase três vezes mais do que todo o...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias