Quase mil organizações estão em fase de testes com o PIX

Siga no

Recentemente o Banco Central do Brasil anunciou o PIX, uma forma de pagamento digital que traz muito mais agilidade e vantagens para transações em real. O projeto continua avançado pelos seus estágios de desenvolvimento, com o Banco Central anunciando que cerca de mil instituições querem oferecer o serviço aos seus clientes.

Uma lista com as instituições interessadas no uso do PIX foi publicada pelo Banco Central nesta quarta-feira, 17. A lista traz os nomes que solicitaram a adesão junto ao Banco Central para participarem do projeto e que já estão preparando os seus sistemas e realizando testes para quando o serviço estiver disponível.

“980 instituições financeiras e de pagamento estão participando da etapa de homologação.

Há uma grande variedade de tipos de entidades que desejam ofertar o PIX.

Bancos, cooperativas e fintechs, por exemplo, estão nesse grupo.”

O grande interesse dessas instituições é um claro sinal do interesse de diferentes entidades em uma solução de pagamento muito mais ágil e prática. A ideia é que o PIX possa permitir transações financeiras em questão de segundos, funcionando 24h por dia e todos os dias da semana.

Esse é um conceito que tem grande interesse do público comum, considerando que, até hoje, transferir dinheiro não é só demorado, muitas vezes não pode ser feito depois das 17h e ainda custa caro.

Imagem do Banco Central explicando parte o processo de adesão ao PIX.

A lista conta com nomes como AliPay, Posto Ipiranga, PagSeguro, Pernambucanas e vários Bancos Estaduais. Confira a lista completa!

O diretor de Organização do Sistema Financeiro e de Resolução, João Manoel Pinho de Mello parabenizou as instituições que se interessaram na solução.

“Parabéns a todas essas instituições. As instituições cuja participação é obrigatória demonstraram muito comprometimento em todo o processo de construção do PIX, e aquelas que vieram facultativamente abraçaram o desafio de transformar a indústria de pagamentos.”

Essas empresas, caso o processo de preparo e teste se concretize, vão oferecer o PIX desde o seu lançamento, pretendido para novembro desse ano.

“O PIX fomentará a eletronização dos pagamentos dos mais variados públicos, trazendo eficiência ao mercado e reduzindo custo com dinheiro físico”, complementa Pinho de Mello.

O PIX e a popularização dos pagamentos eletrônicos

Funcionamento do PIX
Funcionamento do PIX

Além do PIX, recentemente o WhatsApp também lançou um sistema pagamento eletrônico simplificado e imediato. Apesar de serem diferentes em alguns pontos, esses dois sistemas apresentam pilares similares e que são motivados pela necessidade de termos mais controle sobre como usamos nosso dinheiro.

A atual pandemia foi um gatilho para acelerar ainda mais esse tipo de solução, com pessoas tentando evitar o uso do dinheiro físico e, principalmente, as muitas filas para usar os caixas eletrônicos do banco.

O PIX demonstra que o Banco Central está acordando para as mudanças nas demandas do público.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Gráfico de preço da Cardano em alta

Cardano líder em número de desenvolvedores? Não caia nessa!

Um estudo de atividades no GitHub, principal repositório do código-fonte das criptomoedas, mostrou a Cardano na liderança nos últimos 12 meses. Os dados foram...

DeFi: três setores de grande potencial

De acordo com dados da Messari, o volume trimestral das Corretoras Descentralizadas (DEXs) no final do segundo trimestre de 2021 foi de R$ 2...
Criptomoeda Tether com sinais vermelhos

Michael Burry faz alerta sobre criptomoeda Tether

O lendário trader Michael Burry compartilhou em seu Twitter que a criptomoeda Tether pode estar no meio da confusão da Evergrande na China. Vale notar...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias