Quem é DCG e por que ela é tão importante para criptos?

Siga no

Digital Currency Group (DCG) é um conglomerado de empresas fundado por Barry Silbert que inclui a Grayscale Investment, que administra mais de US$ 40 bilhões em criptomoedas. Além disso, são donos da Genesis Trading, além do site de notícias Coindesk.

Ah! Não bastasse, o grupo possui participações nas empresas mais importantes do ecossistema.

Listar as empresas seria perda de tempo, mas destacam-se a Blockstream de Adam Back, a wallet Blockchain.com, e a empresa de rastreamento no blockchain Chainalysis. Isso sem contar as participações na Coinbase, Kraken, Ripio, e no banco Silvergate.

Quem é Grayscale Investment?

Ao invés de simplesmente lutar por um ETF, o fundo listado em bolsa representando frações de Bitcoin, Barry Silbert foi lá e fez. Lançado em 2013, o “trust” é similar à um fundo, porém não é regulado pela SEC, o cão de guarda de valores mobiliários nos EUA.

A estrutura, mais dependente da confiança no gestor e menos regulada, tornou-se o principal veículo para exposição em criptomoedas através de uma “ação” negociada em bolsa de valores. Com isso, ultrapassou os 655.000 Bitcoins sob gestão, uma fortuna de US$ 35 bilhões.

Quem é Genesis Trading?

Foi a primeira mesa de OTC, o mercado de balcão para grandes quantidades, em criptos. Atualmente é um broker-dealer, ou seja, uma corretora regulada pela SEC e FINRA nos EUA. Com isso, a empresa se tornou um dos principais intermediadores de operações de empréstimo em cripto, além da custódia e trade de grandes quantias.

Com volumes semanais que ultrapassam os US$ 600 milhões, a Genesis Trading é sem dúvidas uma das principais mesas de OTC do mundo.

A compra de US$ 250 milhões em GBTC

Agora vem o pulo do gato, a malandragem que deixará Barry Silbert ainda mais rico. Na última semana, o fundo Grayscale Bitcoin Trust (GBTC), passou a negociar com um desconto para o valor dos BTCs nele contido.

Na verdade, não há nada que impeça o GBTC de negociar acima ou abaixo do valor justo, pois ao contrário do ETF, não é possível converter essas ações em Bitcoin de verdade. A única maneira de sair das garras da Grayscale é revendendo para outro interessado.

Com o lançamento de diversos ETFs de Bitcoin no Canadá, o GBTC da Grayscale tornou-se menos atrativo, e alguns investidores pularam fora, causando essa distorção. Agora, a DCG anuncia uma aquisição de até US$ 250 milhões no fundo para conter a sangria.

Afinal, Barry Silbert é herói ou vilão? A verdade é que ambos. Se não fossem seus fundos, dificilmente teríamos tamanho montante de demanda institucional no passado. No entanto, o produto é caro e perigoso para seus detentores.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Marcel Pechman
Marcel Pechman é trader e analista de criptomoedas desde 2017. Atuou como trader por 18 anos nos bancos UBS, Deutsche e Safra. Além de YouTuber em seu canal RadarBTC, foi reconhecido em diversas premiações como um dos maiores interlocutores do Bitcoin do país. Maximalista convicto, acredita na falência da moeda fiduciária, aquela emitida por governos.

Bitcoin ganha novo impulso de alta e supera US$ 34 mil, entenda

O Bitcoin continua a se recuperar de sua queda no início da semana após várias empresas darem sinais que estão correndo para apostar no...
dolar rasgado e Bitcoin. Imagem: ShutterStock

Valor total de transações com bitcoin em 2021 deve superar PIB dos EUA

Pela primeira vez em menos de sete meses, o volume total de transferências com bitcoin ultrapassou US $ 15,8 trilhões. Como resultado, o volume...
CEFI vs DEFI

DeFi vs CeFi: Finanças Centralizadas vs Finanças Descentralizadas

Finanças descentralizadas (DeFi) são uma das fatias mais cobiçadas da indústria de blockchain hoje, mas a ideia em si tem origens muito mais humildes. Na verdade,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias