- Anúncio -
Início Altcoins Quem está usando DeFi? Relatório desvenda mistério

Quem está usando DeFi? Relatório desvenda mistério

Tema se tornou ainda mais popular com criptomoeda Ethereum.

Com o termo finanças descentralizadas se tornando cada vez mais popular no criptomercado, as pessoas têm se perguntado sobre o assunto. Um relatório recente então chegou para mostrar quem está usando DeFi hoje.

- Anúncio -

Algumas soluções DeFi têm ganho o coração da comunidade de criptomoedas, como a Chainlink. Isso porque, a criptomoeda valorizou muito nos últimos meses, trazendo um novo caso de uso para os usuários Ethereum.

Além disso, plataformas como a Compound e a Uniswap trouxeram uma nova luz ao tema das finanças descentralizadas. De acordo com um relatório produzido pela Codefi, empresa subsidiária da ConsenSys, o termo DeFi está muito além do hype.

A dúvida que não quer calar: quem está usando DeFi? Relatório cavou a resposta

O ano de 2020 começou promissor para as criptomoedas, principalmente com o halving do Bitcoin sendo esperado. Com boas valorizações nos preços das criptomoedas, um evento aconteceu em março, alterando os rumos da história.

Isso porque, com o aumento do número de casos do novo coronavírus, as bolsas de valores de todo mundo quebraram. Esse fenômeno também foi visto nos preços das criptomoedas, que no caso do Bitcoin, por exemplo, despencou 40% em apenas um dia de março.

Contudo, meses após o rombo nas criptomoedas, o mercado das finanças descentralizadas é um dos que começa a se recuperar. De acordo com um relatório da Codefi, os valores bloqueados em DeFi triplicaram em abril de 2020, exatamente um mês após a queda indesejada.

Assunto popular dentro da comunidade Ethereum, segunda criptomoeda mais valiosa hoje, o DeFi tem aproveitado um bom momento. O número de endereços novos em Ethereum ultrapassou os 100 milhões em junho, e o uso de usuários ativos subiu pelo menos 118% desde o início do ano.

Dessa forma, a Codefi passou a analisar a interação dos endereços com as aplicações DeFi para entender o comportamento dos usuários da rede. Dos U$ 1,2 bilhão depositados por usuários em DeFi, apenas 1884 endereços realizaram mais que 100 transações ao longo do último trimestre.

Usuários de DeFi, na verdade, podem ser basicamente os “superusuários”

Para descobrir quem está usando Defi, a Codefi buscou identificar a interação dos usuários com as diferentes plataformas. Contudo, o relatório apontou que os usuários tendem a ser fiéis a plataformas, ou seja, usam as mesmas soluções DeFi na maior parte das vezes.

Isso explicaria que o alto volume de transações com DeFi podem, de fato, estarem sendo conduzidas pelos mesmos usuários. Além disso, a Codefi explicou que apenas os superusuários estariam experimentando de verdade as vantagens do DeFi no último trimestre.

“Superusuários” são indivíduos que estão usando o ecossistema DeFi existente em um grau mais consistente e robusto.

Para realizar o estudo, a Codefi afirmou que utilizou vários recursos da rede Ethereum, que é um protocolo seguro e transparente. Em resumo, apesar da maior parte das interações com DeFi serem realizadas hoje por usuários “conhecidos” na rede, o potencial das aplicações são aguardados pela comunidade Ethereum.

O estudo concluiu que o caminho a adotar seja melhorar a experiência do usuário e educação sobre o tema. Com isso, as inovações com DeFi não se tornariam uma bolha, que cresce apenas com uso de uma comunidade restrita. A intenção da Codefi é criar mais aplicações e aumentar a base de usuários interessados em DeFi.