R$ 30 bilhões em Ethereum já foram “queimados” desde atualização

Moeda de Ethereum sendo queimada.
Moeda de Ethereum sendo queimada.

Nesta semana o Ethereum, segunda maior criptomoeda do mercado, chegou a marca de 2 milhões de ETH queimados pelo EIP-1559, um mecanismo de queima introduzido há pouco mais de sete meses. Em valores convertidos, este montante é equivalente a cerca de 30 bilhões de reais.

Embora as taxas do Ethereum tenham caído recentemente para os menores valores dos últimos seis meses, hoje em 30 Gwei, tal queima ajuda a controlar a oferta de ethers no mercado.

Entre os projetos que mais queimam ETH estão o mercado de NFTs OpenSea, a exchange descentralizada UniSwap, a stablecoin Tether (USDT) e transações diretas de ether.

2 milhões de ETH queimados

Quatro meses após queimar seu milionésimo ether, a criptomoeda criada por Vitalik Buterin atinge uma nova métrica: 2 milhões de ETH queimados pelo EIP-1559. Na época o primeiro 1 milhão de ETH queimados representava 24 bilhões de reais, entretanto, com a queda de preços, hoje estes 2 milhões queimados equivalem-se a apenas R$ 30 bilhões.

Além de seu preço cair de cerca de 5 mil para 3 mil dólares, é notável que as taxas de transação também estejam em queda desde o início do ano. Apesar de ser um alívio no bolso dos usuários do Ethereum, tal métrica mostra que o interesse pela criptomoeda está desaparecendo.

Taxas do Ethereum nos últimos doze meses. Fonte: EtherScan.

De qualquer forma, tal mecanismo de queima continua sendo uma boa ajuda para os detentores de Ethereum. Afinal, isso permite a diminuição da inflação da criptomoeda que, em certos dias, chegou a queimar mais ETH do que criar novos.

Principais usos do Ethereum

Entre os principais setores que impulsionaram o Ethereum a chegar as suas máximas no ano passado estão os NFTs, finanças descentralizadas (DeFi) e as stablecoins. Por fim, transações do próprio ETH ainda tem grande espaço na rede, apesar das taxas.

Como destaque, a OpenSea, um mercado de NFTs, foi responsável por cerca de 23% dos 2 milhões de ETH queimados desde a introdução deste sistema. Transações de ETH representam 18% e o uso da UniSwap (V2 e V3) queimaram outros 172.000 ethers. Por fim, a stablecoin USDT é outra que contribuiu para esta métrica, com 9%, seguida pelo USDC com quase 4%.

No momento, os usuários de todo ecossistema do Ethereum ainda esperam que a criptomoeda migre para Proof-of-Stake (PoS) e resolva problemas de escalabilidade que são um gargalo no projeto. Apesar de anúncio de que seu principal cliente está a um passo da migração, ainda não há data definida.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias