Real digital será testado pela população brasileira em 2023

BC quer começar testes em 2022.

Notas de Real brasileiro (BRL)
Notas de Real brasileiro (BRL)

O Real digital deverá começar a ser testado pelo Banco Central do Brasil em 2022, e a população deverá ter acesso à moeda digital brasileira já em 2023. Isso é o que indica uma coluna da Folha de São Paulo publicada nesta terça-feira (7), ao comentar sobre uma previsão recente da autarquia brasileira após o lançamento de um laboratório de inovações tecnológicos.

O Real digital, em formato CBDC, é uma discussão que começou em 2020, após o BCB criar um grupo de discussão para levantar as necessidades de uma criação como essa.

A intenção de muitos países pelo mundo é criar esses sistemas para enfrentar o crescimento das criptomoedas públicas como o Bitcoin, que já crescem em adoção de meio de pagamentos e reserva de valor.

No caso do Brasil, além de enfrentar o Bitcoin, o sistema de moeda digital centralizado do banco central deverá buscar reduzir os custos de emissão e transporte de moedas por meio físico, que custa muito dinheiro e tempo para que o trabalho seja feito.

Nos últimos dias, o Bacen finalizou os eventos para explicar a nova tecnologia e abriu um desafio para promover debates com empresas para essa inovação, que busca até a criação de DeFi com o Real digital.

Testes sem interação com o público devem começar em 2022, população vai testar Real digital em 2023

Com a previsão do Banco Central do Brasil divulgada pela Folha, fica claro que o projeto deverá acontecer nos próximos dois anos. Ainda não está claro se a base da moeda digital nacional será em blockchain, apesar de uma parceria com o Consórcio R3 estar sendo trabalhada para a criação de tokens naquela rede, que é centralizada.

De qualquer forma, os testes da tecnologia CBDC deverão começar com bancos e fintechs que irão processar essas transações com o Banco Central do Brasil. Vale lembrar que essas instituições ainda manterão seus poderes de intermediação mesmo com o avanço da tecnologia, algo já explicado pela autarquia brasileira.

Após os primeiros testes sem interação, amostras da população poderão testar pagamentos com essa moeda digital, algo que deve acontecer ao longo de 2023. Problemas de adaptação deverão ser corrigidos durantes estes testes, assim como de segurança e outros mais detectados.

Nos últimos dias, uma pesquisa com alguns brasileiros indicou haver uma certa confiança na moeda digital do Banco Central, pelo menos no curto prazo. Mesmo assim, muitas pessoas se preocupam com quesitos como a privacidade, que deve ser um dos principais pontos de falha do projeto do Real digital.

Isso porque, o dinheiro em espécie já permite transações privadas, mas em formato digital garante que a autarquia tenha maior controle, assim como bancos. O PIX, por exemplo, já viu transações serem censuradas, como a redução de limites de envios em horários noturnos, mostrando que o dinheiro digital do Brasil é um dilema para quem defende a liberdade.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias