Repressão de Trump pode fazer mexicanos adotarem Bitcoin

Criptomoeda deverá ser alternativa para envio de remessas por imigrantes.

Siga no

O Bitcoin será a grande alternativa para milhares de imigrantes que vivem nos EUA. Grande parte dos que vivem no país de Donald Trump trabalham e enviam dinheiro para familiares que deixaram para trás. Com o endurecimento de leis voltadas para o envio de remessas por imigrantes, Trump poderá induzir imigrantes a utilizar a moeda digital.

Milhões de mexicanos vivem nos Estados Unidos e enfrentam mudanças nas leis migratórias. Desde que Trump foi eleito presidente, o executivo busca criar um programa para impedir que o número de imigrantes continue crescendo. Após a proposta do muro em forma de fronteira com o México, Donald Trump prepara para reprimir emissões de valores enviadas ao país vizinho.

EUA vai redirecionar remessas enviadas por imigrantes ilegais

Os mexicanos representam um dos maiores grupos de imigrantes que vivem em solo norte-americano. Fugindo da pobreza e de faltas de oportunidades no México, milhares de cidadãos cruzam a fronteira em busca de emprego e melhores condições de vida. E parte desses imigrantes vivem ilegalmente nos Estados Unidos.

De acordo com o jornal Daily Caller, as remessas enviadas por imigrantes ilegais serão alvo de investigação. Esses pagamentos poderiam ser redirecionados, fazendo com que os imigrantes percam seus fundos para os EUA.

Estima-se que cerca de US$ 33 bilhões foram enviados para o México somente em 2018. Esse montante representa remessas enviadas por imigrantes que vivem nos Estados Unidos.

O controle do envio desse dinheiro por parte dos EUA poderá fazer com que o Bitcoin seja uma alternativa viável para os mexicanos. A criptomoeda seria responsável por manter as transações entre os países.

Trump queria usar remessas para financiar muro

A mudança em relação a contenção de remessas enviadas por imigrantes está sendo discutida pela Casa Branca. Essa retenção deverá servir para conter a imigração ilegal no país, que continua a crescer de forma alarmante. Nem mesmo as medidas duras de Trump serviram para diminuir pedidos de asilo, que se acumulam no sul do país.

A discussão sobre remessas foi levada à Casa Branca após Kris Kobach apresentar a proposta. O ex-secretário do estado Kansas sugeriu controlar remessas enviadas por pessoas que vivem ilegalmente nos EUA.

“O dinheiro não é enviado para casa, permanece em circulação nos EUA e ajuda a acelerar nossa economia.”

Essa não é a primeira vez que as remessas de imigrantes entram na mira de Donald Trump. Em 2017 o presidente mencionou que cobraria taxas de remessas enviadas por imigrantes mexicanos para construir o muro entre o México e os EUA. Dessa forma, todas remessas enviadas por imigrantes ilegais seriam taxadas para a construção do muro.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Ethereum Classic ETC criptomoeda altcoin

Ethereum Classic dispara e renova máxima histórica

Na última terça-feira (4) as altcoins mostraram força mesmo com o preço do Bitcoin em queda e uma das moedas que dispararam no mercado...
Mercado Livre. Imagem: Reprodução

Mercado Livre compra R$ 40 milhões em Bitcoin

O Mercado Livre finalmente divulgou em seus balanços a compra de Bitcoin como parte de sua reserva de valor. A compra teria sido realizada...

Banco digital anuncia fundos de criptomoedas da Hashdex

O C6 Bank anunciou hoje (05) que irá oferecer em sua plataforma dois fundos baseados em criptomoedas geridos pela Hashdex. De acordo com o...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias