“Criptomoeda listada em corretora é claramente um golpe”, diz educador brasileiro

O educador criticou o SATS por sua semelhança com as frações de Bitcoin (BTC), conhecidas como "satoshis" ou "sats", alegando que o nome do token pode induzir ao erro e parecer um golpe.

A comunidade de criptomoedas está em alerta com o anúncio de listagem do novo token BRC-20 SATS na corretora OKX. Enquanto a plataforma anuncia com entusiasmo a listagem do ativo, educadores e especialistas do setor alertam sobre possíveis riscos associados ao projeto.

Bitdov, educador em Bitcoin e co-host do Bitcoinheiros, eleito no Brasil como o melhor canal sobre Bitcoin no Youtube em 2023, expressou sérias preocupações sobre o SATS.

Em um tuíte publicado na tarde desta quarta-feira (20), Bitdov descreveu o SATS como um “golpe de afinidade” e aconselhou seus seguidores a manterem distância e alertarem amigos sobre potenciais golpes envolvendo o ativo digital.

O educador criticou o SATS por sua semelhança com as frações de Bitcoin (BTC), conhecidas como “satoshis” ou “sats”, alegando que o nome do token pode induzir ao erro e parecer um golpe.

SATS é claramente um golpe de afinidade, mantenha distância e avisem amigos para tomar cuidado com golpes envolvendo BRC-20. Ruim como toda ‘crapto’, só que ainda mais pelo nome que induz ao erro. Beira fraudulento pelo fato de sats ser uma fração/denominação de BTC.” — Disse o educador.

Além da OKX, o token SATS também foi listado na Bitget, Kucoin e Gate.io.

SATS

A OKX, conhecida como uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo, anunciou a listagem do SATS em seus mercados de trading à vista e, de acordo com o comunicado da exchange, o token tem um fornecimento total de 2,1 quatrilhões de unidades — a mesma quantidade de satoshis de Bitcoin.

O Bitcoin, vale lembrar, tem um limite máximo de 21 milhões de unidades, com cada Bitcoin possuindo 100 milhões de satoshis, o que se traduz em um total de 2,1 quatrilhões de satoshis.

Diante das coincidências e natureza do SATS, especialistas aconselham os investidores a não se envolverem com o ativo.

“SATS não são iguais aos Sats dentro do bitcoin”, alertou outro usuário, acrescentando: “Que vergonha, OKX, por criar o ticker SATS em sua exchange para algum golpe de afinidade BRC-20.”

BRC-20

BRC-20 é um padrão experimental de tokens projetados na blockchain do Bitcoin. Ele permite a cunhagem de tokens fungíveis por meio do protocolo Ordinals.

Em resumo, os Ordinals são NFTs no Bitcoin, eles permitem anexar dados, como imagens, vídeos, áudios, textos, entre outros, a satoshis individuais.

Eles dão a cada satoshi um número único. O processo de anexar dados a um satoshi é conhecido como “inscrição”. Observe que, embora possam ser usados ​​de forma intercambiável, Ordinals e inscrições não são a mesma coisa.

Ordinal é um número de série atribuído a um satoshi individual. As inscrições são conteúdos ou dados do NTF, que podem variar de imagens a texto.

Os tokens BRC-20 seguem os Ordinals e, são mais simples e têm muito menos funcionalidade e utilidade do que seus equivalentes ERC-20 devido ao fato de não usarem contratos inteligentes.

O primeiro e maior token BRC-20 no momento em que este artigo foi escrito é o ORDI, seguido pelo SATS, que foi listado na OKX e adota, de forma suspeita, o nome da menor fração de bitcoin.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias