SEC investiga Coinbase e ações caem

coinbase nasdaq
coinbase nasdaq

A Coinbase, uma das três maiores exchanges do mundo, continua enfrentando batalhas jurídicas enquanto mantém seu espaço no mercado. Segundo matéria da Bloomberg, publicada nesta segunda-feira (25), a empresa está sendo investigada pela SEC por listar títulos mobiliários.

A revelação acontece poucos dias após o ex-gerente de produtos da Coinbase ser preso por acusações de insider trading, mencionando que 9 dos 25 criptoativos eram securities.

De qualquer forma, a briga da Coinbase com a SEC é de longa data. No ano passado, a exchange também foi barrada ao tentar oferecer um programa de empréstimo aos seus clientes.

Coinbase envia petição à SEC

Citando novamente que a SEC precisa oferecer uma maior clareza regulatória, a Coinbase pede para que a agência governamental siga modelos já em prática em outros países, incluindo o Brasil.

“Nossa petição pede à SEC que desenvolva uma estrutura regulatória viável para títulos de ativos digitais guiada por procedimentos formais e um processo público de aviso e comentário,” escreve Faryar Shirzad, CPO da Coinbase. “Em vez de aplicação arbitrária ou orientação desenvolvida a portas fechadas.”

Segundo a exchange, as regras da SEC são obsoletas e não funcionam para o mercado de criptomoedas. Como consequência, os EUA estariam perdendo espaço neste novo mercado, que já possui 13 anos.

Tal petição foi enviada na última quinta-feira (21), após o ex-gerente de produtos da Coinbase ser preso e o documento apontar que alguns tokens negociados pelo acusado serem valores mobiliários.

SEC está investigando Coinbase

Devido a isso, muitos se questionaram sobre a menção de que a Coinbase estaria oferecendo títulos mobiliários a seus clientes e por quais motivos a SEC estaria deixando isso acontecer.

Segundo matéria da Bloomberg, publicada nesta segunda-feira (25), a SEC já estaria investigando isso há um bom tempo, antes mesmo da prisão do ex-gerente de produtos da empresa.

“Sendo a maior plataforma de negociação dos EUA, a Coinbase permite que americanos negociem mais de 150 tokens,” escreve a Bloomberg. “Caso esses produtos sejam considerados títulos mobiliários, a empresa poderá precisar se registrar como uma exchange na SEC.”

Por fim, o que se sabe é que a SEC considera que a Coinbase esteja oferecendo pelo menos nove títulos a seus clientes. Entretanto, este número pode ser bem maior, visto que estes dados não eram o foco principal da ação anterior.

Portanto, a Coinbase segue jogando xadrez com a SEC. Como consequência, o preço de suas ações, listadas na Nasdaq, voltaram a cair após uma breve recuperação e seguem 85% abaixo de seu preço de estreia.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias