Senadora dos EUA volta a criticar criptomoedas, “novo banco-sombra”

Antes desse ataque, a comparação da senadora foi que o Bitcoin era um óleo de cobra.

Siga no
Banco-Sombra e criptomoedas
Banco-Sombra

Em recente entrevista, a senadora Elizabeth Warren voltou a criticar o mercado de criptomoedas ao acusar o setor de ser o novo banco-sombra. Antes do novo ataque ela chamou o Bitcoin de óleo de cobra.

Bancos-sombra compõem um sistema financeiro informal, ou seja, são empresas que prestam serviços como de bancos, porém não são regulados e não são assegurados por governos.

Categorias de bancos-sombra/YouTube

Alguns exemplos são bancos de investimento, fundos de hedge, corretoras, fundos de pensão e inclusive partes de bancos comerciais tradicionais.

“[O setor de] cripto é o novo banco sombra. Ele fornece muitos dos mesmos serviços, mas sem a proteção ao consumidor ou estabilidade financeira que sustentam o sistema tradicional”

A comparação da senadora Warren entre os bancos-sombra e as criptomoedas é que elas fornecem muitos serviços encontrados neste sistema financeiro informal, sem nenhuma proteção ou estabilidade financeira que o sistema tradicional bancário oferece. Essa polêmica fala da senadora foi feita em entrevista para o New York Times.

Embora, desta vez, a crítica da senadora não seja direta ao Bitcoin e sim ao setor de DeFi, grande parte dele é fruto tanto da tecnologia quanto da ideologia que deu origem ao Bitcoin. E se as pessoas estão procurando por um serviço, então é bem provável que outra pessoa vá fornecê-lo.

Outros setores do governo americano também estão de olho nas criptomoedas

A opinião da senadora também ecoa em outros setores do governo americano. Jerome Powell, presidente do Banco Central declarou que stablecoins não são ativos seguros. Além disso, a SEC montou uma comissão para cuidar especialmente de assuntos ligados a criptomoedas.

O principal foco das ações da SEC são protocolos de DeFi, como BlockFi, SushiSwap e Uniswap, por exemplo. Seu argumento é que embora estes projetos tenham um código descentralizado, há um grupo central de pessoas ganhando dinheiro com isso, e este setor precisa ser regulado.

Outras ações do governo americano são mais pretensiosas ainda, querendo exigir uma prestação de contas de todos que fornecem serviços relacionados a criptomoedas, e isso inclui mineradores, desenvolvedores de softwares como carteiras e outros.

Essa emenda acabou sendo aprovada no início do mês de agosto nos Estados Unidos, mas alguns senadores não estão contentes com as propostas que podem ser consideradas duras ao mercado.

O setor de criptomoedas cresceu muito desde a criação do Bitcoin. O que antes era apenas uma pequena moeda virtual usada por poucas pessoas, hoje é assunto em todos os setores do governo americano, que tenta frear uma tecnologia que ganha mais espaço a cada dia.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Há mais de 5 anos trabalhando com criptomoedas, hoje escrevo artigos e notícias para o Livecoins.

Criptomoeda suspeita com 69 setilhões de unidades vira tendência no Twitter

O Twitter se tornou um dos principais pontos de reunião e discussão sobre criptomoedas, e por isso muitas vezes vemos nomes famosos do setor...
Marca do Google e moeda de Bitcoin

De olho nas criptomoedas, Google contrata ex-PayPal e considera lançar “Crypto card”

Em conversa com a Bloomberg, Bill Ready, diretor de comércio e pagamentos do Google, confirmou a contratação de Arnold Goldberg, ex-PayPal. Afirmando que "esta...
Minerador de Bitcoin rindo próximo a máquinas

Projeto de lei prevê imposto zero para mineração de Bitcoin no Brasil

O Senado retomará a discussão sobre a regulação de Bitcoin em fevereiro de 2022, com o projeto prevendo imposto zero para equipamentos de mineração...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias