R$ 941 milhões em shorts são liquidados em 1 hora conforme Bitcoin sobe

Caso o Bitcoin consiga romper a barreira dos 50 mil dólares e se manter acima deste valor, a expectativa é que vivenciaremos mais um bull run de final de ano, como aconteceu em 2013, 2017 e 2020.

Após a fala de Jerome Powell sobre os EUA não ter intenção de banir ou barrar as criptomoedas, o mercado amanheceu positivo nesta sexta-feira (1). A alta de 10% do Bitcoin liquidou cerca de 250 milhões de dólares de quem estava apostando na queda da moeda.

O final de setembro também parece ter marcado o final do medo do mercado em relação a China. Tanto por conta do banimento das criptomoedas quanto por conta da sua crise imobiliária que foi bastante nítida com o caso da Evergrande.

Com os EUA e outros países mostrando-se mais receptíveis ao Bitcoin e outras criptomoedas, o atual sentimento do mercado é de alta. Neste momento, parece que nada pode parar o Bitcoin.

Ursos liquidados

Vários ursos que estavam apostando em uma queda do Bitcoin foram liquidados nesta sexta-feira. Segundo dados da Bybit, shorts no valor de cerca de 175 milhões de dólares, 941 milhões de reais, foram liquidados em apenas 1 hora.

Liquidações de shorts e longs de Bitcoin. Fonte: Bybt

O medo da crise imobiliária da China, bem como o banimento das criptomoedas no país, parecem ter ficado para trás. Aqueles que estavam receosos, agora parecem estar animados conforme a última cartada chinesa provocou pouco impacto no Bitcoin e notícias boas vindas dos EUA aparecem.

Todavia é importante notar que o mercado também liquidou vários touros no mesmo horário, uma soma de 93 milhões de dólares, cerca de 500 milhões de reais. Sobretudo o mercado de criptomoedas é bem volátil e a possibilidade de operar muito alavancado acaba punindo os otimistas mesmo quando o mercado está subindo. Dito isto, é importante saber administrar os riscos.

Outubro verde

Segundo dados reunidos entre 2010 e 2018, setembro sempre foi o pior mês para o Bitcoin, apresentando as maiores desvalorizações. Contudo, setembro acabou e logo no primeiro dia de outubro, quarto melhor mês para a criptomoeda, o Bitcoin já começa a disparar.

Performance mensal do Bitcoin entre 2010-2018. Fonte: Market Ahead

Boa parte deste otimismo do mercado se deve as falas do presidente do FED e do relatório do BIS. Ambas mostraram que o Bitcoin tem um caminho aberto pela frente tanto nos EUA quanto em outros países, ao contrário do que vimos na China.

Caso o Bitcoin consiga romper a barreira dos 50 mil dólares e se manter acima deste valor, a expectativa é que vivenciaremos mais um bull run de final de ano, como aconteceu em 2013, 2017 e 2020.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias