Inicio Altcoins Bomba: Tether e PSDB em uma mesma polêmica

Bomba: Tether e PSDB em uma mesma polêmica

Mais uma notícia internacional de caso de corrupção brasileira, desta vez com uma criptomoeda!

-

Compartilhe
Tether e PSDB

Os casos de corrupção em território brasileiro, para variar, chegaram mais uma vez aos olhos da mídia internacional, desta vez junto com uma criptomoeda que é a Tether.

A Tether é uma Stablecoin que vem nos últimos tempos passando por maus bocados, desde acusações de fraudes a problemas com processamento em sua rede de operações.

De acordo com a CCN e a mídia geral de criptomoedas internacional, a Tether fechou nos últimos dias uma parceria com um Banco das Ilhas Bahamas, chamado de Deltec Bank & Trust Limited.

A instituição possui 72 anos de operações financeiras nas Bahamas, e possui sua sede na cidade de Nassau.

A parceria com a Tether foi a abertura de uma conta de 1,83 Bilhões de dólares nesta instituição financeira, que ainda informou “A aceitação da Tether Limited como cliente da Deltec veio após a análise de due diligence da nossa empresa. Isso incluiu, principalmente, uma análise de nossos processos, políticas e procedimentos de conformidade; uma verificação completa dos acionistas, beneficiários finais e diretores da nossa empresa; e avaliações de nossa capacidade de manter a paridade do USD a qualquer momento e nossas políticas de gestão de tesouraria. Este processo de due diligence foi realizado durante um período de vários meses e gerou resultados positivos, o que levou à abertura da nossa conta bancária com esta instituição. A Deltec revisa nossa empresa continuamente”.

Mas ao processar a informação desta instituição financeira e ligar fatos, foi lembrado que a Deltec Bank está sob investigação pela Polícia Federal brasileira, em um suposto caso de corrupção envolvendo o partido PSDB e o suposto operador conhecido como Paulo Preto.

De acordo com noticiado pelo jornal O Globo ainda em Julho de 2018, a PF procura cerca de R$ 113 milhões que foram atribuídos a Paulo Preto, um suposto operador de propina que seria ligado ao partido PSDB.

De acordo com noticiado pela Folha de São Paulo no último dia 04 de outubro, o caso segue na justiça com entraves entre a Procuradoria do Estado de São Paulo e com a Andrade Gutierrez, empreitera acusada no processo.

Resumo da história: Uma criptomoeda que está envolvida com um banco nas Bahamas que está sob investigação pela Polícia Federal brasileira.

Foi criada mais uma polêmica para a conta da Tether, e para a conta da corrupção brasileira de desvio de recursos públicos em paraísos fiscais.

Cabe o destaque que nas últimas eleições brasileiras, o PSDB foi um dos partidos que mais perderam força no país, perdendo eleitores e saindo da disputa presidencial em primeiro turno com votação pífia.

Curta nossa página no Facebook e também no Twitter para começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.

MAIS LIDOS

FMI e Banco Mundial criam criptomoeda própria

De acordo com um artigo do Financial Times, o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial estão desenvolvendo conjuntamente uma blockchain privada para futuras experimentações...

Corretora de criptomoedas japonesa remove Bitcoin Cash em resposta a remoção do Bitcoin SV da Binance

A SBI Virtual Currencies, uma corretora de criptomoedas japonesa removeu o Bitcoin Cash de sua plataforma em resposta à recente remoção do Bitcoin...

Plataforma de David Chaum busca operadores de nós brasileiros para o teste BetaNet

A solicitação para executar o lançamento de um "node" - nó - BetaNet da plataforma Elixxir, de David Chaum está aberta até sexta-feira à...
 
Compartilhe
close-link