Thiago Nigro quer aceitar Bitcoin como pagamento em todos os produtos e serviços do Grupo Primo

Thiago Nigro pediu ajuda da comunidade Bitcoin no Brasil para aceitar moeda.

Siga no
Primo Rico em explicação sobre o Bitcoin
Primo Rico em explicação sobre o Bitcoin/Crédito: Canal O Primo Rico no YouTube

Em uma publicação em suas redes sociais, Thiago Nigro, mais conhecido como Primo Rico, compartilhou a intenção de aceitar Bitcoin como pagamento por seus serviços.

Para isso, ele pediu que a comunidade Bitcoin brasileira compartilhasse com ele algumas opções para que isso seja possível. Vale lembrar que ele é um entusiasta de Bitcoin, sócio de uma corretora da moeda digital, além de já ter comprado (e vendido) publicamente em algumas ocasiões.

No Brasil, o Primo Rico é um dos maiores canais de finanças, com 5,16 milhões de inscritos apenas no Youtube. Além disso, ele já escreveu livro sobre investimentos, compartilhando seus conhecimentos também por podcasts e redes sociais.

Primo Rico quer aceitar Bitcoin como meio de pagamento

Com 266 mil seguidores em seu Twitter, Thiago Nigro chamou atenção da comunidade Bitcoin na manhã desta quinta-feira (23). Pedindo ajuda para uma solução que o permita aceitar a moeda digital em produtos e serviços do Grupo Primo, ele perguntou qual seria a melhor forma de começar a trabalhar com a tecnologia.

“Para a comunidade de bitcoin: qual seria a melhor forma de aceitar como forma de pagamento o BTC, em todos os produtos e serviços do Grupo Primo? Indicam alguma empresa?”

Vale lembrar que a Tesla já aceitou Bitcoin como pagamento em 2021, utilizando para isso uma solução de código aberto chamada BTCPay Server. Como a pergunta de Nigro ainda é recente, ele deverá receber mais indicações da comunidade para avaliar qual a melhor forma de aceitar este novo meio de pagamento.

Aceitar Bitcoin indica uma mudança de postura?

No passado, o ouro era um meio de pagamento comum, mas com o passar dos anos passou a ser utilizado mais como reserva de valor que em transações cotidianas. Um dos motivos para que o ouro parasse de ser utilizado em negociações simples era justamente algumas dificuldades como transporte a verificação da autenticidade no meio da rua.

Assim, o Primo Rico declarou no início de 2020 que pensava no Bitcoin como uma alternativa ao ouro como reserva de valor, no episódio 8 do seu programa “Rumo ao Bilhão”.

Mais de um ano depois, o famoso youtuber já evoluiu o pensamento sobre o Bitcoin, já cogitando aceitar a moeda digital como meio de pagamento. Para a comunidade nacional da moeda digital, o cenário pode ser importante para mostrar mais um caso de uso da tecnologia.

Vale notar que no Grupo Primo um dos sócios é Bruno Perini, outro entusiasta declarado do Bitcoin e grande youtuber de finanças no Brasil. Além disso, no produto Finclass, uma “Netflix de Finanças” deste grupo, já está disponível para os alunos o ensino sobre criptomoedas.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

FCA faz alerta para “jovens” que investem em criptomoedas

Segundo relatório publicado pela Autoridade de Conduta Financeira (FCA) do Reino Unido, a maior parte dos jovens faz investimentos arriscados por conta da competição...
Mulher animada com preço do Bitcoin em alta

Bitcoin volta aos 64 mil dólares e mercado espera novos recordes

O preço do Bitcoin segue rondando a alta histórica de preços em Dólar, após superar as cotações máximas em Euro. Isso aconteceu porque o...
Mãos em Cuba segurando bandeiras com fundo laranja Bitcoin

Empresas em Cuba começam aceitar Bitcoin como pagamento

Enquanto o Bitcoin continua crescendo como reserva de valor para muitas pessoas e empresas, negócios em Cuba já entendem que a tecnologia é um...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias