Twitter do filho de Emílio Surita promove criptomoedas estranhas

Após citar Bitcoin, perfil acabou revelando escolhas estranhas.

Emílio Surita e seu filho, Eduardo
Emílio Surita e seu filho, Eduardo. Foto: Instagram.

O perfil no Twitter do filho do apresentador Emílio Surita está promovendo várias criptomoedas desconhecidas para seus milhares de seguidores. As postagens começaram este ano, chamando atenção por ter mais de 1,7 milhão de seguidores.

O mercado de criptomoedas é promissor, com o bitcoin sendo uma moeda cada vez mais reconhecida pelo mundo. Com esse reconhecimento, vem também a responsabilidade de educar as pessoas para não sofrerem com esse mercado criado em torno da moeda principal.

Isso porque, após a alta do bitcoin, várias criptomoedas foram criadas alegando terem propostas diversas. Algumas querem ser o novo protocolo para NFTs, outras do metaverso, enquanto muitas são apenas golpes.

Ou seja, ao se deparar com o mercado de criptomoedas, investidores devem estudar para identificar o que é sério e o que é prejuízo certo.

Twitter do filho de Emílio Surita divulga criptomoedas estranhas

Muitas pessoas não conhecem as criptomoedas e seu mercado, apostam dinheiro em projetos que não passam confiança e são promovidas por celebridades.

Vários desses projetos são conhecidos como “shitcoins” pelos entendedores do mercado, que são aqueles que não detém valor de mercado ou solução tecnológica agregada.

Nos últimos meses, a conta no Twitter do filho do apresentador Emílio Surita, Eduardo Surita, tem se dedicado a divulgar criptomoedas para lá de estranhas, além de outras tantas desconhecidas.

Detendo uma conta com quase 2 milhões de seguidores, ele compartilhou acreditar na alta do bitcoin no final de março, uma de suas poucas citações a principal moeda.

Após isso, seu perfil caiu no gosto das altcoins de maior risco do mercado, como a infame Baby Doge Coin, moeda que diz ser um meme deflacionário da rede Binance SmartChain.

Além disso, Eduardo Surita foi além ao divulgar que havia investido em uma criptomoeda com potencial de crescer 100 vezes, chamada Kaido Inu. A moeda foi criada com inspiração no mangá One Piece e um de seus maiores vilões.

Eduardo Surita faz endosso a criptomoedas estranhas e desconhecidas
Eduardo Surita faz endosso a criptomoedas estranhas e desconhecidas. Twitter.

“Quais altcoins devo comprar?”, disse conta de DJ

Em outra publicação segundo apuração do Livecoins, o DJ Eduardo Surita pergunta aos seus milhares de seguidores quais altcoins ele deve comprar em busca de uma rápida valorização de 100 vezes em apenas 1 mês, mostrando assim estar interessado em comprar “gemas”, termos associado a criptomoedas promissoras para valorização.

Além das divulgações de criptomoedas e tokens suspeitos, Eduardo divulga muitas coleções NFTs. Pelo Instagram, ele não menciona criptomoedas, o que deixa o caso mais curioso.

Vale lembrar que seu pai, Emílio Surita, já declarou no passado ter ficado rico com investimentos em Bitcoin.

O que mais chama atenção para o comportamento curioso do DJ pelo Twitter, contudo, é que ele começou recentemente a falar do assunto. Ou seja, não está claro se ele ainda detém o controle de sua conta ou se a mesma foi alvo de um ataque hacker.

A reportagem tentou conversar com Eduardo para saber se houve algum problema com sua conta ou se ele que tem realmente elaborado as publicações, mas não obteve resposta até o fechamento. O espaço segue aberto.

De qualquer forma, o caso mostra que influencers podem colocar seus seguidores em risco com propostas de compras de moedas estranhas. A própria Baby Doge Coin, que Eduardo divulgou, registra uma queda de 72,3% desde janeiro de 2022.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias