Uber aceitará Bitcoin, porém não agora, diz diretor-executivo da empresa

Dara Khosrowshahi. diretor-executivo do Uber. Fonte: Bloomberg / Reprodução
Dara Khosrowshahi. diretor-executivo do Uber. Fonte: Bloomberg / Reprodução

Dara Khosrowshahi, presidente-executivo do Uber, conversou nesta sexta-feira (11) com a Bloomberg. Além de abordar assuntos como serviços de entrega de comida e tarifas, a conversa também envolveu criptomoedas, especialmente Bitcoin.

Segundo Khosrowshahi, a empresa está tendo conversas sobre criptomoedas a todo momento. Além disso, fez elogios ao Bitcoin por ser “bastante valioso como reserva de valor.”

Entretanto, nem tudo são flores. Khosrowshahi afirma que apesar de tudo, o Bitcoin ainda possui alguns problemas que precisam ser resolvidos antes que o Uber o aceite como pagamento em seus serviços.

Bitcoin é excelente como reserva de valor, mas peca como sistema de pagamentos

Ao ser questionado pela apresentadora Emily Chang da Bloomberg se o Uber aceitará Bitcoin no futuro, o diretor-executivo da empresa afirmou que sim, porém que este não é o momento ideal.

“Com certeza nós estamos de olho [nas criptomoedas] e se você perguntar “se o Uber aceitará criptomoedas no futuro?” Com certeza. Em algum momento aceitaremos, este não é o momento ideal, mas iremos.”

Explicando sua resposta, o diretor-executivo do Uber afirma que embora o Bitcoin seja ótimo como reserva de valor, seu sistema de pagamentos ainda peca por ser custoso. Além disso, Khosrowshahi também cita questões ambientais devido à mineração.

“Estamos tendo conversas a todo momento. Penso que agora vemos como o Bitcoin e outras criptomoedas são bastante valiosas como reserva de valor. Já o mecanismo de troca é caro e não é bom para o meio-ambiente.” afirmou Dara Khosrowshahi, diretor-executivo do Uber.

“Conforme o mecanismo de troca tornar-se menos custoso e mais amigável ao meio ambiente, eu acho que você nos verá explorando este mercado um pouco mais.”

Com isso, talvez possamos esperar que o Uber comece a trabalhar com Bitcoin quando tecnologias como a Lightning Network tornarem-se mais difundidas.

Já em relação em usar Bitcoin em seu caixa, a fala de Khosrowshahi deixa claro que existe uma oportunidade maior disto acontecer. Podendo seguir o mesmo rumo de outras empresas como MicroStrategy, Tesla e Block.

Uber não é a primeira que enfrenta a questão ambientalista

Após a Tesla, fabricantes de carros elétricos, comprar 1,5 bilhão de dólares em Bitcoin no ano passado, um longo debate sobre ambientalismo surgiu ao redor da mineração.

Com isso, a empresa de Elon Musk chegou a desistir de aceitar bitcoin como pagamento por seus carros. Afinal, a maior crítica era que uma empresa que propaga o fim dos carros a combustão não deveria apoiar uma moeda que usa tanta eletricidade.

Na época, Musk afirmou que a Tesla voltaria a aceitar BTC como pagamento quando a mineração fosse 50% verde, ou seja, usando fontes renováveis de energia.

Indo além, também nesta sexta-feira (11), a Intel anunciou sua entrada oficial no setor de mineração de Bitcoin. Dentre suas principais propostas estão oferecer equipamentos que tenham uma melhor eficiência energética, o que também ajuda nesta questão.

Portanto, parece ser apenas questão de tempo até que mais empresas adotem o Bitcoin tanto como reserva de valor quanto como moeda.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias