Vanguard anuncia novo CEO defensor do Bitcoin

Ramji ingressou na BlackRock em 2014, atuando inicialmente como Chefe Global de Estratégia Corporativa.

A Vanguard, segunda maior gestora de ativos do mundo, surpreendeu o mercado ao anunciar Salim Ramji, ex-diretor da BlackRock responsável pelo lançamento do ETF de Bitcoin iShares Bitcoin Trust (IBIT), como seu novo CEO.

Ramji, que deixou a BlackRock em janeiro, é um defensor do Bitcoin de longa data, enquanto a Vanguard é conhecida por ser anti-cripto.

A nomeação do executivo é a primeira vez que a Vanguard recruta um CEO de fora da empresa, sinalizando uma mudança estratégica que pode indicar passos em direção ao mercado de criptomoedas.

Em comunicado à imprensa, Ramji demonstrou determinação em liderar a Vanguard em direção ao futuro, adaptando-se ao cenário em rápida evolução dos investimentos.

“O panorama atual dos investidores está mudando, e isso apresenta oportunidades para a Vanguard levar adiante sua missão de oferecer as melhores chances de sucesso nos investimentos”, afirmou Ramji.

Ele também mencionou seu compromisso em manter a Vanguard como uma empresa confiável para todos os investidores.

Vanguard anuncia novo CEO

A escolha de Ramji levanta questões sobre o futuro da Vanguard em relação às criptomoedas. Nate Geraci, presidente da ETF Store, questionou nas redes sociais se Ramji buscará abrir caminho para os investidores da Vanguard no mundo das criptomoedas, da mesma forma como fez na BlackRock.

Apesar da postura anteriormente conservadora da Vanguard em relação ao bitcoin, a chegada de Ramji pode indicar uma possível mudança de direção. Sua experiência e entusiasmo pela tecnologia blockchain foram citados como motivos-chave para sua nomeação.

Antes de ser escolhido como CEO da Vanguard, Ramji foi membro do Comitê Executivo Global da BlackRock e chefe global da iShares e investimentos em índices da empresa, onde foi responsável por dois terços dos ativos e do crescimento da empresa.

Antes disso, ele foi chefe do negócio de consultoria de patrimônio dos EUA da BlackRock, onde foi responsável por liderar os relacionamentos da empresa com empresas de gestão de patrimônio, unindo os iShares e equipes ativas em torno da missão de construir portfólios e aplicar novas tecnologias de portfólio para alcançar dezenas de milhares de pessoas.

Ramji ingressou na BlackRock em 2014, atuando inicialmente como Chefe Global de Estratégia Corporativa.

Vanguard e Bitcoin

A Vanguard é reconhecida como a segunda maior gestora de ativos do mundo, ficando atrás apenas da BlackRock. Sua posição no setor financeiro é resultado de décadas na administração de fundos de investimento e na oferta de soluções diversificadas para uma ampla gama de clientes institucionais e individuais.

A gigante financeira tem mantido uma postura cautelosa em relação ao bitcoin e outras criptomoedas. Como uma das maiores gestoras de ativos do mundo, a empresa disse estar priorizando a estabilidade, segurança e a proteção dos interesses de longo prazo de seus investidores.

O ex-CEO da Vanguard, Tim Buckley criticou recentemente o Bitcoin, afirmando que a moeda digital não é uma opção viável nos portfólios de investimento da gigante de fundos.

“Bitcoin precisa mudar como uma classe de ativos”, disse ele, argumentando que, sem essa ‘evolução’, a Vanguard não mudaria de opinião.

Buckley deixou claro que o Bitcoin não se enquadra nos portfólios de longo prazo devido à sua natureza especulativa e à dificuldade de prever seu crescimento futuro.

“Bitcoin é simplesmente muito volátil e não é uma reserva de valor. Nunca foi. Quando as ações foram massacradas nas crises recentes, o bitcoin foi junto com elas. Então é realmente difícil pensar em como ele pertence em um portfólio de longo prazo.”

Em janeiro deste ano, quando os ETFs de Bitcoin foram aprovados pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), a Vanguard decidiu não aderir ao Bitcoin.

Com mais de US$ 7,2 trilhões sob gestão, a gigante do setor financeiro afirmou que não permitiria que seus clientes negociassem ETFs de Bitcoin em sua plataforma, citando que tais produtos “não se enquadram na filosofia de investimento da Vanguard”.

Seja como for, o CEO anti-cripto ficou para trás e um novo CEO pró-Bitcoin assumiu o cargo, fazendo a comunidade especular que a chegada de Ramji pode mudar a postura da empresa em relação ao Bitcoin.

Afinal, os ETFs de Bitcoin atraíram mais de US$ 10 bilhões em pouco mais de dois meses, e a Vanguard parece querer uma fatia do bolo.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias

Últimas notícias