Vem aí, a criptomoeda do Facebook

Siga no

O Facebook está desenvolvendo uma stablecoin que permitirá que usuários transfiram dinheiro através do WhatsApp, informou a Bloomberg. A gigante das redes sociais vai focar inicialmente “no mercado de remessas na Índia”.

Desde que contratou David Marcus como chefe de um novo departamento de blockchain, o Facebook tem perseguido ativamente metas de negócios relacionadas a tecnologia nos últimos mesesMarcus é membro do conselho de câmbio de criptomoedas da Coinbase e ex-presidente do PayPal .

O Facebook pareceu relutante em confirmar ou negar seus planos de desenvolvimentos em blockchain, e divulgou uma declaração que dizia: “Como muitas outras empresas, o Facebook está explorando maneiras de alavancar o poder da tecnologia blockchain. Esta nova e pequena equipe está explorando muitas aplicações diferentes.”

O governo da Índia tem procurado incentivar as transações sem dinheiro no país.

O WhatsApp tem enorme popularidade na Índia, onde tem mais de 200 milhões de usuários. O WhatsApp Índia confirmou recentemente que Abhijit Bose, co-fundador e CEO do serviço de pagamento digital Ezetap, se tornará o chefe da empresa no início do próximo ano.

Além disso, embora o Facebook tenha publicado cinco novos anúncios de emprego para sua equipe de blockchain, a tecnologia não pode ser comparada a inteligência artificial (AI) – pelo menos de acordo com o número de anúncios de emprego atualmente abertos na rede social.

De acordo com especulações, há três cenários possíveis sobre o que o Facebook pode estar preparando:

  • Uma carteira para criptomoedas com uma “FaceCoin” para pagar por bens e serviços de comerciantes parceiros ou de anúncios no Facebook, reduzindo significativamente os custos de tais transações, eliminando as taxas de transação de cartão de crédito.
  • Envio de criptomoedas a amigos para compartilhar contas e outras despesas, em vez de exigir que os usuários conectem um cartão de crédito ou débito ao Messenger, como é o caso hoje.
  • Usar a tecnologia blockchain por motivos de segurança e verificação de identidade, com uma interface de usuário aprimorada em comparação com o incômodo de usar outros aplicativos descentralizados (dapps) hoje.

Em um trecho sobre três possíveis maneiras de destruir o Bitcoin, a TechnologyReview especulou que, caso o Facebook decidisse ter sua própria criptomoeda, não precisaria nem mesmo fazer uma nova: Eles poderiam apenas criar uma carteira para Bitcoin, e com 2,2 bilhões de usuários conectados na rede social, o facebook poderia centralizar a moeda digital.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Fundador do Livecoins. Analista de Sistemas, entusiasta de criptomoedas e blockchain. Tradutor do site Bitcoin.org
Robert Kiyosaki Imagem: Instagram

“Compre Bitcoin e Ethereum antes do maior crash da história”, alerta autor de “Pai...

Robert Kiyosaki, o autor do livro de finanças pessoais "Pai rico, Pai Pobre", insiste que as pessoas se protejam da maior crise do mundo,...
Elon Musk alerta sobre criptomoedas. Imagem: TMZ

Elon Musk pede agilidade para que Dogecoin faça melhorias

Após passar um tempo afastado das criptomoedas, esta semana Elon Musk voltou a se mostrar mais ativo no Twitter. Após a AMC divulgar estar...
Itajaí Moeda digital de recompensa

Itajaí vai dar moeda digital para quem contribuir com meio ambiente

O município de Itajaí, no estado de Santa Catarina, vai dar uma moeda digital para a população que contribuir com o meio ambiente. A novidade...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias