Vitalik Buterin estampa capa da “TIME” como “príncipe das criptomoedas”

Conforme a identidade de Satoshi Nakamoto nunca foi descoberta, o rosto de Vitalik Buterin é sem dúvidas o mais conhecido do mundo das criptomoedas. Criador do Ethereum, Buterin está na capa da revista Time que anuncia que ele está “lutando para consertar o mundo que criou.”

Contando sua biografia, a Time traça o caminho de Buterin desde seu nascimento na Rússia, sua mudança para o Canadá e então a sua volta, pelo menos mental, para o país onde nascera, tudo devido a invasão russa à Ucrânia.

Sobre sua maior criação, o Ethereum, a revista aborda as atuais preocupações de Buterin. Como destaque, as altas taxas de transações, o impacto ambiental da mineração e também a loucura dos NFTs negociados por milhões de dólares.

Vitalik Buterin na capa da Time

Muito lembrada pelas suas nomeações de Pessoa do Ano, a revista Time colocou o criador do Ethereum, Vitalik Buterin, na capa da sua publicação semanal, 28/03 a 04/04 de 2022, contando a história de uma das figuras mais importantes da indústria das criptomoedas.

“O Príncipe das Criptomoedas tem preocupações.
Vitalik Buterin, criador do Ethereum, luta para consertar o mundo que criou.”

Vitalik Buterin na capa da revista Time.
Vitalik Buterin, capa da revista Time. Fonte: Time/Reprodução.

Destacando que o Ethereum já possui nove anos e é a segunda maior criptomoeda, atrás apenas do Bitcoin, a Time traz relatos que comparam Vitalik Buterin a Tim Berners-Lee, o criador da World Wide Web.

Contudo, o maior foco da matéria é contar a história de vida de Buterin, principalmente sobre suas recentes declarações sobre o ataque da Rússia, país onde nasceu, bem como sobre os atuais desafios do Ethereum, pela visão de seu criador.

De volta à Rússia

Embora tenha nascido na Rússia, Vitalik Buterin mudou-se para o Canadá com apenas seis anos de idade. Entretanto, a recente guerra entre a Rússia e a Ucrânia o fizeram voltar, ainda que apenas mentalmente, ao seu país de origem.

Na oportunidade, Buterin disse que o “Ethereum é neutro, mas eu não”, indo além, também condenou a invasão de Vladimir Putin ao afirmar que isso trata-se de um crime contra os povos ucraniano e russo.

Problemas no Ethereum

Apesar de tentar resolver os problemas do mundo, ou ao menos dar sua opinião sobre o assunto, a revista Time destaca que a mente de Vitalik Buterin está concentrada em resolver os problemas de sua própria criação: o Ethereum.

Uma das suas maiores preocupações é sobre aspectos técnicos de sua criptomoeda. Afinal, além de estar perdendo usuários devido à falta de escalabilidade, e taxas caras, o Buterin já destacou que não é fã do Proof-of-Work (PoW) devido aos impactos ambientais relacionados à mineração.

Apesar de anos de trabalho, ainda não há data para a migração do Ethereum para Proof-of-Stake (PoS). À medida que o tempo passa, e o Ethereum valoriza, a atenção aumenta para não existir nenhuma falha, afinal estamos falando de um ativo de 1,7 trilhão de reais.

Já em relação ao mercado, principalmente em torno do Ethereum, porém não necessariamente dele, o comentário de Buterin sobre NFTs mostra que nem ele acredita em seu tamanho atual.

“O perigo é que você tem esses macacos de 3 milhões de dólares e isso se torna um tipo diferente de jogo”

Vitalik Buterin, O Prodígio

Por fim, o artigo da Times também conta que Vitalik Buterin já brincava com planilhas do Excel com 4 anos, e que aos seus 7 já recitava mais de 100 dígitos do Pi, além de realizar equações matemáticas na mesma época.

Aos 12 anos já estava programando e antes dos 18 já escrevia artigos sobre Bitcoin para a Bitcoin Magazine. Pouco depois, arrecadou milhões após escrever o whitepaper do Ethereum junto a outros grandes nomes da indústria. Quase uma década depois, Buterin segue tentando melhorar tanto o Ethereum quanto o mundo.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias