Twitter remove silenciosamente suporte aos NFTs

Sem anúncio, Twitter remove suporte aos NFTs como fotos de perfis. Usuários que mantinham imagens em destaque ainda conseguem ver seus avatares ativos, mas não há mais a opção de troca das imagens.

A rede social X, antigo Twitter, removeu silenciosamente o suporte aos NFTs como fotos de perfil. O fim da opção ocorre após dois anos desde que o Twitter havia inaugurado uma era de adoção aos chamados tokens não-fungíveis.

Os rumores da remoção foram confirmados pelo Livecoins, que verificou que a opção não está mais disponível para os usuários. Na última terça-feira (9), o bilionário e dono do X, Elon Musk, anunciou um pacote de mudanças que movimentou a comunidade de usuários da rede social.

Em publicação na própria rede social, Elon Musk não comentou sobre o fim dos NFTs diretamente, mas disse que “muita coisa está acontecendo no X“.

Na página de suporte do próprio Twitter consultada no dia 10 de janeiro de 2024 pelo Livecoins, em uma simples pesquisa, não é mais possível encontrar nenhuma referência aos NFTs. Mas em uma captura de tela do dia 9 de janeiro de 2024 eles ainda constavam como ativos, o que indica uma mudança repentina e silenciosa na política da empresa.

fim dos NFTs no Twitter ocorre dois anos após a integração iniciada em janeiro de 2022, quando a rede social ainda tinha capital aberto e estava sob o comando do também bilionário Jack Dorsey.

Sem NFTs, mas com pagamentos peer-to-peer em 2024

Mesmo com o X removendo o suporte aos NFTs em 2024, o que comprova o baixo interesse na usabilidade de tais tokens, a rede social confirmou seus planos de novos meios de pagamentos.

Isso porque, o Twitter anunciou pagamentos peer-to-peer a partir de 2024, o que pode encaminhar um novo meio de se enviar dinheiro através da plataforma. Tal anúncio veio acompanhado de uma ideia que a plataforma busca dar mais liberdade aos seus usuários, assim como novas oportunidades de comércios.

Não está claro ainda se as transações ocorrerão em criptomoedas ou em redes próprias do X, mas a comunidade Bitcoin mundial segue atenta às novidades.

Qual a razão do X abandonar os NFTs?

Em março de 2023, após alguns testes com metaverso e NFTs, a principal concorrente do X, a Meta, dona do Facebook, Instagram e WhatsApp, também abandonou os recursos com tais tokens criados em contratos inteligentes.

Ou seja, tudo indica que as experiências com NFTs para as redes sociais, uma das principais usabilidades segundo seus defensores, não são tão agradáveis assim.

Além disso, a dificuldade em se conseguir um NFT de qualidade para “ostentar” como perfil pode ter sido outro ponto fundamental para o fim. Vale lembrar que embora os famosos “JPEG” tenham se popularizado em 2021, e até atraído muita especulação, o volume das plataformas entrou em colapso com o mercado de baixa das criptomoedas.

Investidores perderam milhões de dólares com a depreciação dos tokens antes divertidos, e com a saída das big techs do espaço, os NFTs seguem perdendo espaço e quem sabe até sua relevância. O caminho agora é aguardar que a Web3 vingue, na expectativa de se ter onde usar seus tokens, caso contrário o risco do fim dos NFTs pode estar próximo.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Leia mais sobre:
Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias