Para rivalizar com TikTok e Instagram, YouTube aposta em NFTs e metaverso

Plataforma de compartilhamento de vídeos do Google de olho na Web3.

Símbolo do aplicativo do YouTube ao lado do Google
Símbolo do aplicativo do YouTube ao lado do Google

O YouTube revelou seus planos para monetizar a plataforma de vídeos, colocando os NFTs como uma estratégia da empresa. Vale lembrar que recentemente o YouTube fez um lançamento de NFTs para youtubers brasileiros, como o Primo Rico, por exemplo, que recebeu um item digital exclusivo.

Além dele, vários outros grandes criadores de conteúdo do país receberam o mimo da gigante dos vídeos.

Ao lado do Google, o YouTube é mais uma das marcas detidas pela Alphabet (NASDAQ: GOOG), uma das três marcas mais valiosas do mundo, avaliada em US$ 1,8 trilhão.

YouTube divulga novos planos para monetizar conteúdos e NFTs se destacam

O diretor de produtos do YouTube, Neal Mohan, publicou uma carta aberta para criadores de conteúdos, parceiros e espectadores, indicando o que deve acontecer com a plataforma em 2022.

Ele destacou que 2021 foi um ano em que a plataforma alcançou 2 milhões de criadores de conteúdo filiados no Programa de Parceria do YouTube. Todos eles tinham 10 maneiras de monetizar seus conteúdos, mas isso deverá evoluir agora.

A evolução desse requisito acontecerá nos Shorts, Live e vídeos sobre demanda (VOD), devendo ser apresentado ao longo do ano. E uma das formas de monetizar conteúdos no YouTube que deverá chegar são os NFTs, com a plataforma acreditando que a Web3 está em seus planos.

“A Web3 também abre novas oportunidades para os criadores. Acreditamos que novas tecnologias como blockchain e NFTs podem permitir que os criadores construam relacionamentos mais profundos com seus fãs.”

Nova oportunidade de ganhar dinheiro? Sim, mas no futuro

Ao explicar sobre a nova oportunidade de ganhar dinheiro pelo YouTube com NFTs, o diretor Neal Mohan deu alguns exemplos do que poderia ser feito.

Conforme sua visão inicial, seria possível que fãs tivessem acessos a conteúdos e experiências exclusivas.

“Juntos, eles poderão colaborar em novos projetos e ganhar dinheiro de maneiras que antes não eram possíveis. Por exemplo, fornecer uma maneira verificável para os fãs possuírem vídeos, fotos, arte e até experiências exclusivas de seus criadores favoritos pode ser uma perspectiva atraente para os criadores e seu público.”

Vale lembrar que a postura do Google e YouTube com esse mercado foi de cautela no passado. Assim, mesmo com a intenção de ingressar no espaço, o diretor deixou claro que ainda há detalhes a serem considerados neste espaço para que a adoção seja com responsabilidade.

“Há muito a considerar para garantir que abordamos essas novas tecnologias com responsabilidade, mas também achamos que há um potencial incrível.”

Por fim, ver o YouTube se unir aos planos de trabalhar com NFTs, que já foi compartilhado pelo Instagram e Facebook, por exemplo, mostra que as grandes empresas estão chegando no mercado de criptomoedas com força.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias