Youtuber de Free Fire chora após ter canal hackeado: “Era tudo que eu tinha”

O canal de Piuzinho foi atacado por hackers que passaram a usar a página para promever uma "promoção" de criptomoedas

Siga no

Os hackers que roubam canais do YouTube para aplicar golpes de criptomoeda acabaram de fazer mais uma vítima. Dessa vez foi o famoso streamer de Free Fire e YouTuber Ricardo Henrique, conhecido por seus mais de 10,5 milhões de inscritos como Piuzinho.

O criador de conteúdo explicou a situação do que aconteceu com o seu canal dos stories do seu Instagram. Na sequência de vídeos curtos ele explica que estava recebendo várias mensagens de seus amigos, mas que demorou a entender o que tinha acontecido e, choroso, afirmou que finalmente tinha entendido que seu canal havia sido hackeado.

“E aí rapaziada? Acordei agora com um monte de amigo meu me ligando… eu entendi o motivo, infelizmente eu perdi meu canal. Eu nem sei como isso aconteceu, mas isso vai me prejudicar de mais, eu estava postando vídeo todo dia, dedicada…ele vai me destruir…nossa.”

É possível notar que Piuzinho ainda estava se recuperando do impacto de descobrir que o seu canal tinha sido hackeado e que havia a possibilidade de ele perder todo o trabalho que teve nos últimos anos.

Durante os stories é possível ver um período em que ele tenta se recuperar do que aconteceu, prometendo até mesmo não chorar mais. No entanto, ele chegou a cancelar até uma transmissão ao vivo que estava planejando, alegando não estar com forças.

Em outro momento, ainda mais desesperado, Piuzinho fala sobre como a situação piorou. Chorando, ele disse:

“O hacker viu que a gente ia recuperar o canal e ele deletou mano. Ele deletou meu canal. Mas é isso, bola para frente, vou criar um canal novo…é isso.”

A sequência de vídeos acaba com Piuzinho dizendo que apesar de ter “desabado”, ele ainda era um guerreiro, e que iria começar de novo, apesar da dificuldade.

Esse canal era tudo que eu tinha, hoje eu tenho outros motivos para sorrir (…) e vamos começar de novo, como sempre, do zero.”

Até o momento, o Canal de Piuzinho continua deletado. Não se sabe se ele está tentando recuperar com o YouTube ou a ideia começar realmente do zero. Em casos similares, criadores de conteúdo conseguiram recuperar seus canais.

Hackers aparentam ser os mesmos de outros golpes recentes

O canal de Piuzinho foi atacado por hackers que passaram a usar a página para promever uma “promoção” de criptomoedas, onde você envia uma quantidade em Bitcoins para um endereço e nunca mais vê as moedas. Dessa vez, os hackers utilizaram o nome de Vitalik Buterin para aplicar o golpe.

Exatamente o mesmo golpe aconteceu com o canal Ei Nerd, do Peter Jordan e também com o canal do Zangado, um dos maiores YouTubers de games no Brasil.

Ao que tudo indica, esses ataque fazem parte de uma mesma campanha que parece ter origem na Rússia.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Tesla. Imagem: Shutter Stock

Elon Musk diz que Tesla voltará a aceitar Bitcoin

A Tesla começará a aceitar Bitcoin novamente quando a maior parte do processo de mineração da criptomoeda for realizado por fontes de energia renováveis,...
Bitcoin regulação. Imagem: ShutterStock

Deutsche Bank diz que Bitcoin “passou dos limites” e não pode mais ser ignorado

A popularidade crescente do Bitcoin está incomodando governos e bancos centrais. A gota d'água foi a legalização da criptomoeda em El Salvador. De acordo...
Bitcoin Liberdade

Bitcoin, o novo Índice de Liberdade Econômica

Bitcoin pode ser a medida de liberdade mais neutra do mundo que nenhum país pode acusar de ter preconceito ocidental, ao contrário de alguns...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias