Acordo trabalhista de R$ 350 mil é pago em Bitcoin

Funcionário recebeu valor em Bitcoin do exterior e converteu em reais.

Siga no
Real Bitcoin (Moeda digital, criptomoeda, moedas digitais, criptomoedas, moeda virtual)
Real Bitcoin

Bitcoin é uma moeda digital que funciona pela internet, em qualquer lugar do mundo. Em busca de facilitar um acordo trabalhista no Brasil, a moeda foi escolhida como forma de pagamento.

Com funcionamento desde 2009, o Bitcoin se tornou um importante meio de pagamentos global. Sua função para pessoas que necessitam fazer remessa certamente é uma das principais característica. Com a confirmação em minutos de uma transação internacional, que custa menos que bancos, a moeda digital tem se tornado popular.

Vale destacar que existem mais de cinco mil criptomoedas hoje, mas o Bitcoin é a mais segura. Com uma rede descentralizada, não precisa de intermediários centralizados para conduzir suas operações. As informações são do Tribunal Regional do Trabalho da 18.ª Região (TRT18 – Goiás).

Bitcoin foi a moeda utilizada para pagamento de um acordo trabalhista de R$ 350 mil em Goiás

Com a popularidade do Bitcoin nos últimos anos, várias pessoas conheceram a moeda observando apenas seu preço. Como o preço do Bitcoin valorizou muito, a tecnologia foi associada a um mercado de ações.

Contudo, criado para operar um meio de pagamentos, o Bitcoin é o primeiro dinheiro digital. Ao funcionar pela internet, permite que pessoas enviem qualquer quantia pela rede. Caso uma pessoa queira liquidar essa moeda, a liquidez hoje é praticamente instantânea, na maior parte dos países.

E esse foi o caso de um acordo trabalhista que envolveu o Bitcoin como moeda nos últimos dias. De acordo com informações do TRT18, de Goiás, um trabalhador de uma empresa de mineração tinha R$ 350 mil para receber.

O acordo entre as partes, que foi conduzido pela Vara do Trabalho de Uruaçu, utilizou diversos recursos tecnológicos. Isso porque, o representante da empresa reside em Dubai, nos Emirados Árabes. Com reunião telepresencial, ele participou da reunião do acordo pela plataforma Google Meet.

Com a audiência telepresencial, foi fechado o acordo entre a empresa e o funcionário, no valor de R$ 350 mil. Para enviar a quantia de Dubai para o Brasil, ficou acordado entra as partes o uso do Bitcoin.

Servidora do Tribunal foi quem sugeriu uso do Bitcoin no acordo

Um dos pontos que mais chamou atenção no acordo, de fato foi que o Bitcoin ganhou um destaque importante. O Banco Central do Brasil ainda não regulamentou o Bitcoin no Brasil, contudo, essa tecnologia já é reconhecida pela Receita Federal como bens e direitos.

Dessa forma, a servidora da unidade do tribunal que sugeriu para as partes do acordo o uso da moeda digital. Nayara Souza entrou em contato com as partes usando o WhatsApp Business e sugeriu a inclusão da pauta. A audiência, que aconteceu na última terça-feira (25), deixou definido então o uso do Bitcoin como moeda no acordo trabalhista.

O juiz do trabalho que cuidou do caso também elogiou a atuação dos advogados no caso. De acordo com o juiz Carlos Gratão, as partes foram compreensivas para viabilizar o acordo.

“Os advogados atuaram como verdadeiros parceiros na condução do acordo e na elaboração das cláusulas que trataram do pagamento por meio de Bitcoins”, afirmou o juiz

Por fim, a empresa fará a remessa de Bitcoin de Dubai para o Brasil em breve. Ao chegar no país, a quantia será convertida para Real e transferida para o trabalhador. Considerando o preço do Bitcoin hoje, a quantia de R$ 350 mil daria 5,5 BTCs.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Ethereum queima 1 bilhão de dólares após atualização

A ativação do EIP-1559 ocorreu há 41 dias e hoje o total de ethers queimados chegou a marca de 1 bilhão de dólares, cerca...

Apple proíbe carteiras de NFTs

Ao tentar lançar a sua carteira para dispositivos iOS, a equipe da Gnosis Safe foi impedida de enviar o seu aplicativo para a App...
Palco com destaque a cadeiras e Bitcoin ao fundo Elon

Revista Time coloca Elon Musk, criador do Ethereum e Luiza Trajano em lista de...

A Time Magazine liberou nesta quarta-feira (15) a lista das "100 Pessoas mais Influentes de 2021", dando destaque a Elon Musk e Vitalik Buterin,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias