Americanos que compraram Bitcoin com auxílio emergencial lucraram 10 vezes

Transformar dólar em bitcoin foi uma escolha que saiu melhor que o esperado, visto que a moeda obteve uma valorização forte neste último ano devido a vários fatores como a entrada de grandes instituições e a adoção da moeda por El Salvador.

Dólar
Dólar

Os americanos que receberam 1.200 dólares do governo, por conta da pandemia, e investiram em Bitcoin, multiplicaram o seu dinheiro cerca de 10 vezes desde então. Aqueles que investiram seus dois outros auxílios também estão no lucro.

A introdução de mais dólares em circulação fez com que o dólar acelerasse a sua perda de poder de compra, visto que hoje os EUA estão enfrentando um de seus maiores períodos de inflação.

Por conta disso, o Bitcoin foi uma escolha sábia daqueles que converteram seus dólares em Bitcoin e não o gastaram. Assim como o Bitcoin continua sendo uma ótima escolha hoje.

Bitcoin valorizou, bastante

Com a economia afetada por conta da pandemia e ações de isolamento social tomadas pelo governo, vários países deram início a auxílios financeiros para seus cidadãos.

Nos EUA, este auxílio começou no dia 15 de abril de 2020, onde um montante de 1.200 dólares foi enviado para americanos que se enquadrassem nos termos do programa do governo.

Na época o Bitcoin estava sendo negociado por 6.600 dólares e hoje, após um ano e meio, está valendo 62.500 dólares. Ou seja, as pessoas que usaram este dinheiro para comprar bitcoin agora têm 11.300 dólares, um retorno de quase dez vezes.

Em dezembro de 2020, o governo americano realizou novos envios, desta vez de 600 dólares quando o Bitcoin estava valendo 7.385 dólares. E o terceiro, de 1.400 dólares, ocorreu em 16 de março deste ano, quando o Bitcoin estava em 56.908 dólares.

Juntando os três auxílios, totalizando 3.200 dólares, estes americanos que usaram o dinheiro para comprar Bitcoin estão com mais de 14.200 dólares em Bitcoin no bolso, uma valorização de 443%.

Segundo apontado pelo Livecoins na semana do primeiro auxílio, várias pessoas adotaram essa postura e caso não tenham gasto seus bitcoins, eles estão muito bem.

Resposta a crise

Embora muitos setores sofreram com o início da pandemia, incluindo o Bitcoin, a maior criptomoeda do mundo mostrou-se ser um ativo muito forte em tempos de crise, ao contrário do que alguns céticos esperavam.

Conforme o governo colocava mais dinheiro em circulação, o preço de sua moeda acelerava a perda de seu poder de compra. Transformar dólar em bitcoin foi uma escolha que saiu melhor que o esperado, visto que a moeda obteve uma valorização forte neste último ano devido a vários fatores como a entrada de grandes instituições e a adoção da moeda por El Salvador.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias