Ataques que roubam criptomoedas aumentam durante Copa do Mundo

Ataques miram vítimas desatentas e podem roubar dados, dinheiro e criptomoedas.

De acordo com o estudo de uma empresa de segurança digital, o número de ataques hackers, inclusive aqueles que roubam criptomoedas, podem crescer durante a Copa do Mundo.

Com o mundo ligado nas partidas entre seleções, é comum que na internet surjam promoções associadas ao evento. Enquanto algumas são legítimas, outras estão em busca de vítimas.

Um levantamento da Kaspersky em 2021, por exemplo, encontrou 11 mil e-mail falsos, com golpes envolvendo a imagem da Copa do Mundo. Ou seja, há um ano já circulam golpes, que devem aumentar nos próximos dias.

Ataques que roubam criptomoedas aumentam durante Copa do Mundo

Em um comunicado enviado ao Livecoins, Rogerio Tarelho, Líder da Plataforma de Segurança e Continuidade da Flowti, lembrou que a Copa do Mundo é um momento em que os ataques hackers crescem em todo o mundo.

“A Copa do Mundo é um evento que muita gente, e várias vezes uma oferta para aproveitar o torneio, ou até uma ‘promoção’ que use a imagem do Mundial podem parecer tentadoras. Por isso é essencial redobrar o cuidado e a atenção para não estar à mercê do ataque de hackers.”

Entre as situações de maior risco, estão o surgimento de promoções com itens muito baratos ou gratuitos.

Além disso, mensagens via e-mail, SMS ou WhatsApp podem não ser confiáveis, com o aumento de spam que ocorre na época.

Manter soluções de antivírus e contra phishing atualizadas também podem ser fundamentais para evitar ciladas.

Nos últimos meses, por exemplo, vários golpes com criptomoedas surgiram com a imagem da Copa do Mundo. Uma criptomoeda falsa chegou a receber apoio do pentacampeão Ronaldinho Gaúcho, mostrando que os golpistas também atuam contratando personalidades para publicidade.

Não são apenas pessoas correndo riscos, empresas também

Ainda que vários ataques hackers foquem em atacar pessoas, as empresas não passam despercebidas pelos golpistas.

Isso porque, do lado da organização e mais empresas envolvidas no evento, o Mundial deste ano também traz discussões quanto ao nível de segurança dentro do fluxo de dados e dos inúmeros computadores que registram informações sobre os jogos, além da transmissão das partidas.

Por fim, o Tarelho diz que é importante contar com mecanismos de segurança para evitar ataques cibernéticos.

“Contar com mecanismos de segurança da informação que não só forneçam a estrutura, mas orientem todos os componentes dos processos é um bom caminho para evitar ataques cibernéticos. Ter também especialistas sobre o tema da cibersegurança é fundamental, e poderemos observar isso mais atentamente na Copa do Mundo.”

De qualquer forma, é importante evitar cliques em links desconhecidos e sites estranhos.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias