Autora de Harry Potter “revela” que estava “trollando” comunidade Bitcoin para “valorizar o Ethereum”

“Isso também é uma piada.” disse a autora de Harry Potter.

Siga no

Recentemente noticiamos aqui no Livecoins que a famosa autora da série Harry Potter andou perguntando sobre Bitcoin. O interesse de J.K. Rowling mexeu com o twitter e com toda a comunidade das criptomoedas, afinal, era um dos nomes mais reconhecidos das últimas gerações demonstrando interesse sobre bitcoin.

É fácil entender porque todo mundo se chocou mais uma vez, quando ela revelou que na verdade não liga para o Bitcoin e só queria valorizar mais seus Ethereum.

Após ter chamado muito a atenção com o seu tuíte inicial, Rowling voltou a fazer barulho ao postar a seguinte mensagem no Twitter, respondendo a uma matéria falando sobre o seu interesse no Bitcoin:

“Isso está ficando sem graça. Eu não estou entrando para a comunidade do Bitcoin. Deveria ter ficado claro que eu estou trollando o Bitcoin na esperança de valorizar os muitos Ethereum que eu tenho.*”

E mais uma vez o criptotwitter foi a loucura (claro). Não demorou para que muitos memes sobre a situação começassem a surgir e muitos Bitcoin Maximalistas ficassem bem irritados com a situação.

Alguns até mesmo estavam sugerindo o próximo livro escrito pela escritora.

No entanto, apesar das muitas piadas e das muitas respostas, os mais perspicazes notaram que o tuíte de J.K. continha um asterisco. O asterisco, comumente usado para destacar palavras e frases que são explicadas no rodapé de uma página, era simplesmente para alertar para o fato de que o recente tuíte também era uma piada.

“Isso também é uma piada.”

Portanto, J.K. não possui uma “grande quantidade de Ethereum” que ela estava querendo pumpar ao trolar o Bitcoin. Aliás, ela não tem nenhum Ethereum.

No entanto, ela saiu de não saber o que era o Bitcoin na sexta-feira, para trolar completamente a comunidade alguns dias depois. Isso mostra que em apenas um final de semana, J.K. Rowling se tornou um mestre em trollar a criptocomunidade.

Ruído versus valor

A situação, no entanto, exibe um pouco os problemas de ruído encontrados no criptomercado. Quando a autora estava perguntando sobre criptomoedas nas redes sociais, muitos consideraram isso um sinal muito positivo.

Quando ela falou sobre o Ethereum, muitos já estavam postando “To The Moon”.

Porém, nenhuma das duas moedas foi afetada em preço por causa dessas notícias. É por isso que é muito importante saber separar ruído de notícias que realmente afetam a valorização do Bitcoin.

Contudo, esses recentes tuítes podem ter apresentado o Bitcoin e o Ethereum para uma legião de fãs da autora, o que pode sempre ser considerado algo positivo.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

A China é para o bitcoin o que a Dilma foi para o movimento...

Há quem acredite que os maiores precursores e catalisadores do movimento libertário no Brasil foram pessoas como Daniel Fraga, Raphael Lima (Ideias Radicais) ou...
Bitcoin dentro de livro criptomoeda blockchain vocabulário

Academia Brasileira de Letras inclui “criptomoeda” em vocabulário atualizado da língua portuguesa

Mais um vocabulário brasileiro adiciona o termo "Criptomoeda", reconhecendo assim na língua portuguesa a palavra que tanto chama atenção dos brasileiros nos últimos anos. No...
Mineração de Bitcoin minerador

Leilão da Receita tem equipamento de minerar Bitcoin a partir de R$ 500

A Receita Federal do Brasil abriu leilão de equipamentos de mineração de Bitcoin que foram apreendido no Aeroporto Internacional de Viracopos, Campinas (SP). Vale o...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias