Banco Central do Paraguai emite alerta contra corretoras de criptomoedas

O BC do Paraguai aponta que o risco de investimentos em criptomoedas dentro de plataformas de câmbio —exchanges— é maior, uma vez que essas empresas não operam sob nenhum padrão regulatório na maioria dos países, incluindo o Paraguai.

Em um comunicado divulgado pelo Banco Central do Paraguai (BCP) nesta quarta-feira (16), a autoridade financeira do país fez um alerta contra investimentos em criptomoedas e corretoras. As informações são do Livecripto.

O Paraguai é o lar de centenas de mineradores de bitcoin graças à sua energia barata, no entanto, o país não possui nenhuma estrutura regulatória em vigor. Nesse sentido, o BCP alerta os investidores e empresas a evitarem possíveis “danos” financeiros ao realizarem investimentos em moedas digitais.

Vale lembrar que a Câmara dos Deputados do Paraguai apresentou um projeto de lei para a regulamentação dos ‘criptoativos’ que foi posteriormente vetado pelo presidente do país. Por outro lado, não é um tema esquecido, já que o Senado paraguaio organizou recentemente um debate sobre a regulamentação dos ativos digitais.

BCP alerta contra exchanges de criptomoedas

O Banco Central do Paraguai divulgou um comunicado sobre investimentos em criptomoedas caracterizando-as como de alto risco, devido à sua volatilidade e por serem descentralizadas.

“Avisamos aos investidores e ao público em geral que as criptomoedas, por não serem emitidas por um Banco Central, não possuem curso legal ou qualquer força de cancelamento. Além de serem investimentos de alto risco, caracterizados por extrema volatilidade”, apontou o BCP no seu comunicado.

Indo além, o BC do Paraguai aponta que o risco de investimentos em criptomoedas dentro de plataformas de câmbio —exchanges— é maior, uma vez que essas empresas não operam sob nenhum padrão regulatório na maioria dos países, incluindo o Paraguai.

“A nível global, estas bolsas (corretoras) não estão suficientemente regulamentadas ou supervisionadas quanto aos tipos de ativos que podem deter”, explicou o BCP.

Portanto, por não ter nenhum marco regulatório – o mercado de criptomoedas representa um perigo para as finanças de pessoas físicas e jurídicas, segundo o Banco Central.

“Por esses motivos, investir em ativos virtuais e manter contas em corretoras implica riscos significativos para as finanças de pessoas físicas e jurídicas que investem em criptomoedas” , concluiu o comunicado .

CBDC do Banco Central do Paraguai

Tendo em vista a popularidade das criptomoedas e o aumento da adoção dessas tecnologias nos últimos anos, os bancos centrais começaram a planejar sua própria moeda digital. É o caso do BCP, que anunciou a criação da sua CBDC no final do ano passado.

No comunicado, eles enfatizaram que a principal motivação para implementar seu método de pagamento digital foi a “ausência” dos riscos associados às criptomoedas privadas.

Além disso, eles destacaram que poderiam fornecer dinheiro complementar ao público por meio de sua moeda digital.

Por fim, afirmaram que no país a única moeda válida é o guarani e esclareceram que as criptomoedas não têm curso legal no território paraguaio.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Lorena Almada
Lorena Almada
Formada em Engenharia Electromecânica/ Educadora e fundadora do curso Expert in Bitcoin/ Co-founder Her Capital/ Vivendo minha vida estudando e aprendendo algo novo cada dia!

Últimas notícias

Últimas notícias