Todos bancos centrais vão converter seus ativos em Bitcoin, diz Anthony Pompliano

A futura participação dos Bancos Centrais não parece algo tão impossível, considerando o quanto o setor evoluiu em apenas dois anos.

Siga no
Moeda Bitcoin cercado por bandeira de países adoção
Moeda Bitcoin cercado por bandeira de países

Com o Bitcoin ganhando força, tanto em preço quanto em fama, muito se fala em FOMO (Medo de Ficar de Fora, em tradução livre) entre os investidores varejistas e institucionais. Para Anthony Pompliano, um veterano analista da moeda digital, o FOMO pode ir muito além e atingir até mesmo os Bancos Centrais.

Pompliano, popularmente conhecido como ‘Pomp’ na comunidade de criptomoedas, falou recentemente no Twitter sobre a possibilidade de que no futuro os bancos centrais vão converter seus ativos em Bitcoin.

O que motivou a sua opinião foi uma recente notícia de que um parlamentar assinou uma petição para permitir que o Banco Central da França pudesse comprar e armazenar Bitcoin como reserva de valor. Para Pomp, o parlamentar já está pensando bem à frente de seus colegas e mostra um movimento que pode ganhar força no futuro.

“Todo Banco Central vai eventualmente converter seus ativos para o Bitcoin. Esse parlamentar francês está muito à frente de seu tempo. Ele será ridicularizado e zombado, mas ele é patriota ao máximo. Uma vez que os Bancos Centrais entrarem no mercado, os portões serão abertos e o FOMO dominará.”

A adoção ampla do Bitcoin é algo que vem sendo falado desde 2017, após a primeira grande valorização do ativo digital. No entanto, desde 2019 que esse fator realmente ganhou força, com uma base institucional sólida recentemente, principalmente com a MicroStrategy liderando o caminho para um setor institucional com mais participação do criptomercado. 

A futura participação dos Bancos Centrais não parece algo tão impossível, considerando o quanto o setor evoluiu em apenas dois anos.

A petição para o banco central da França comprar Bitcoin

No quesito de uma futura adoção por parte dos Banco Centrais, alguns legisladores e parlamentares parecem estar começando a ver essa possibilidade, com o caso já citado do parlamentar francês Jean-Michel Mis e a petição que ele assinou.

A ideia da petição é fazer com que o Banco Central do país europeu comece a apostar no Bitcoin como uma solução para evitar o enfraquecimento econômico do país em um futuro próximo. Ele anunciou a assinatura da petição através do Twitter.

A aposta de Jean-Michel segue o mesmo caminho da MicroStrategy: O Bitcoin se mostrou uma ótima reserva de valor (por enquanto) e uma forma de Bancos Centrais conseguirem manter a força das suas reservas no futuro.

Quase como ter uma reserva de ouro, mas com as vantagens e praticidade do ativo digital, claro, na teoria.

Vale mencionar que, graças à MicroStrategy o governo da Noruega “comprou Bitcoin”, dando início a possível adoção.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Próxima queda do mercado cripto será brutal, alerta “Cobra”, dono do bitcoin.org

O mercado de criptomoedas é cheio de altos e baixos, ao longo de 12 anos os investidores viram períodos de altas constantes, chamados de...

O ouro físico está perdendo espaço para o ouro digital

Nos últimos dias, Neel Kashkari, presidente do banco central americano, disse que não ficaria surpreso se a taxa de inflação nos Estados Unidos subissem...

Repressão global às criptomoedas pode estar chegando, alerta CEO da Kraken

Recentemente o Bitcoin e várias outras criptomoedas tiveram uma alta surpreendente, com muitas alcançando novas máximas históricas (como é o caso do Bitcoin e...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias