BC do Brasil atento ao Bitcoin, confessa diretor em live

Regulamentação está em discussão no Banco Central do Brasil!

-

Siga no
Fachada do Banco Central do Brasil (BC)
Fachada do Banco Central do Brasil - Foto: Leonardo Sá/Agência Senado
Anúncio

A regulamentação da moeda digital chamada de Bitcoin é um assunto novo, uma vez que a moeda foi criada em 2009. Com olhar atento ao Bitcoin, o BC do Brasil é a instituição candidata a criar regras para a moeda digital no país.

Em uma live na última segunda-feira (20), o assuntou voltou a ser comentado por uma autoridade do Banco Central. O assunto principal, de fato, era a criação do novo sistema do BC, chamado de PIX, que deverá ser lançado nos próximos meses, devendo substituir o DOC e TED no Brasil.

Nos últimos meses, o Banco Central do Brasil tem concentrado esforços no lançamento da novidade. Dessa forma, é esperado um novo sistema de transações instantâneas no país, um concorrente direto ao Bitcoin. O funcionamento do PIX deverá ser ininterrupto, inclusive aos finais de semana.

BC do Brasil está atento ao Bitcoin e deverá criar padrões com base em definições internacionais

Anúncio

A regulamentação do Bitcoin é um desafio para muitos países hoje, que enxergam nessa nova tecnologia uma ameaça ao sistema financeiro local. Em Portugal, por exemplo, na última segunda foi nomeado um novo governador, que já chegou informando que o Bitcoin é um desafio em seu mandato.

Na América Latina, o tema é enfrentado pelas diversas autoridades, entretanto, não é fácil criar regras para novas tecnologias. Isso porque, ao propor regras para inovações, corre-se o risco de criar regras erradas e até atrapalhar soluções importantes para a população.

Dúvida de muitos no Brasil, o assunto foi levantado pela Genial Investimentos em live na última segunda. Participou do evento o diretor de Organização do Sistema Financeiro e Resolução do BC, João Manoel Pinho de Mello. Ao ser questionado se o Bitcoin será regulamentado pelo BC do Brasil, João deixou claro que o órgão está com o olhar atento.

“Em relação aos criptoativos, vocês estão estudando alguma regulamentação para isso? Como que você está vendo?”

Durante sua breve explicação, João Manoel deixou claro que essa regulamentação é uma necessidade para enquadramento no âmbito internacional. O BC do Brasil estaria analisando as recomendações fornecidas pelo GAFI (Financial Action Task Force), que pediu há poucos meses que países do G20 regulamentem com urgência as criptomoedas.

PIX deverá ajudar a criar maior concorrência bancária no Brasil

João Manoel também foi questionado sobre a proibição do WhatsApp Pay no Brasil, feita recentemente pelo Banco Central. Segundo o diretor, não houve uma proibição ao WhatsApp, mas apenas foi feito um pedido para que os envolvidos com o sistema se adequem a realidade do país.

Além disso, o Diretor do BC afirmou que a chegada do PIX será positiva para a concorrência entre bancos. O Brasil é considerado um país com poucas opções bancárias, e o Ministro Paulo Guedes já havia afirmado que iria mexer nesse setor.

Com o lançamento da nova modalidade de transações instantâneas no Brasil, corretoras de Bitcoin poderão entrar nesse sistema. Consideradas fintechs, caso queiram se integrar ao PIX, deverão seguir as regras impostas pelo BC aos participantes. Contudo, as corretoras de Bitcoin, ao contrário dos bancos, não seriam obrigadas a participar, pelo menos, não no primeiro momento.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Leia mais

Últimas notícias

CoinMarketCap dando criptomoeda concorrente da IOTA

O campo das criptomoedas segue em alta em 2020 e muitos projetos promissores têm surgido. Para divulgar uma nova promessa, o CoinMarketCap está dando...

EUA multa serviço de Mixer de Bitcoin em U$ 60 milhões

Em uma decisão única e que pode abrir uma série de precedentes para o futuro, a FinCEN, órgão dos EUA responsável por combater crimes...

Brasileiro é acusado de fraudar programa de recompensas de criptomoeda

Um brasileiro foi acusado de ter fraudado um programa de recompensas da criptomoeda Monero, na acusação, Everton Melo teria copiado a análise de outro...