Criptomoeda focada em privacidade desaba após Binance anunciar remoção

Baseada na tecnologia Mimblewimble para fornecer maior privacidade aos seus usuários, a criptomoeda BEAM foi criada em 2018. No entanto, nunca teve tanto apelo quanto Monero (XMR) e Zcash (ZEC), outras moedas anônimas que seguem listadas na Binance.

Em anúncio publicado nesta quinta-feira (19), a Binance informou que estará removendo uma famosa criptomoeda focada em privacidade de sua plataforma.

Como consequência, tal criptomoeda perdeu 41,5% de seu valor em menos de 30 minutos no início desta madrugada. Mais tarde, conseguiu reverter parte das perdas, mas segue operando em forte queda.

O motivo da desvalorização é a futura redução de sua liquidez. Afinal, hoje a Binance é responsável por 70% do volume da criptomoeda, seguida pela Gate.io com apenas 11%.

Motivos da remoção pela Binance

Embora o fato de ser uma criptomoeda focada em anonimato seja a primeira suspeita da remoção, a Binance não citou isso como um motivo, mas sim os seguintes pontos.

  • Comprometimento da equipe com o projeto
  • Nível e qualidade da atividade de desenvolvimento
  • Volume de negociação e liquidez
  • Estabilidade e segurança da rede contra ataques
  • Estabilidade de rede / contrato inteligente
  • Nível de comunicação pública
  • Capacidade de resposta às nossas solicitações periódicas de due diligence
  • Evidência de conduta antiética/fraudulenta ou negligência
  • Contribuição para um ecossistema cripto saudável e sustentável

Sendo assim, não será mais possível negociar a criptomoeda Beam (BEAM) na Binance a partir da próxima quinta-feira (26). Quanto aos saques, estes estarão disponíveis até 27 de abril deste ano.

“A Binance removerá a BEAM em 26 de janeiro de 2023, às 9h UTC.”

Nos comentários do tuíte acima, nenhum usuário mostrou-se incomodado com a decisão, mostrando que o projeto não era tão popular.

O que é a BEAM?

Baseada na tecnologia Mimblewimble para fornecer maior privacidade aos seus usuários, a criptomoeda BEAM foi criada em 2018. No entanto, nunca teve tanto apelo quanto Monero (XMR) e Zcash (ZEC), outras moedas anônimas que seguem listadas na Binance.

Em junho do ano passado, a Litecoin (LTC) também adotou a tecnologia Mimblewimble para tornar-se mais privada. Na data, a Binance afirmou que não estaria aceitando depósitos de LTC com tal recurso.

Voltando a BEAM, seu pico de preço chegou a US$ 3,18 no início de 2019, segundo dados do CoinMarketCap. Comparado a este período, a criptomoeda já está com uma desvalorização de 97,37%, agora cotada a US$ 0,08.

Por fim, outro ponto que influencia no preço de criptomoedas focadas em privacidade é a regulamentação. Portanto, embora tenham ótimas características, são investimentos mais arriscados.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias