Biden planeja indicar crítica de criptomoedas para Gabinete Controlador da Moeda

A possível nomeação de Saule Omarova por Joe Biden não parece ser uma alternativa ruim para o setor das criptomoedas, afinal ela mostra-se interessada no assunto e parece estar aberta ao diálogo, ao contrário de outros que criticam o setor sem ter conhecimento.

Joe Biden. (Imagem: Wikimedia)
Joe Biden. (Imagem: Wikimedia)

Joe Biden, presidente dos EUA, planeja nomear Saule Omarova, professora de direito que publicamente se demonstrou ser contra as criptomoedas, para comandar o Escritório da Controladoria da Moeda (OCC) do país, segundo a Bloomberg.

O escritório é responsável por regular e supervisionar todos os bancos nacionais, incluindo pontos como o cumprimento de leis relacionadas à lavagem de dinheiro, questão que é muito abordada quando o assunto são criptomoedas.

Embora o OCC não tenha ligação direta com criptomoedas, com o poder de bani-las do país, seus atos, à favor ou contra, podem ter grande impacto na adoção de criptos pelo público já que boa parte da indústria financeira quer aproveitar a oportunidade de participar desta evolução tecnológica conforme seus clientes se mostram interessados em investir em criptomoedas.

Saule Omarova, estudos e críticas ao Bitcoin

Ao contrário de alguns críticos do Bitcoin de El Salvador que apresentaram pouco conhecimento para argumentar contra a criptomoeda, chamando Satoshis de “Sototoshis“, Omarova possui amplo conhecimento na área, tendo publicado um longo estudo no qual descreve não apenas como o Bitcoin funciona mas também a sua diferença em relação a outras blockchains, como o Ethereum.

Neste mesmo documento de 2019, após abordar pontos mais profundos, como a arrecadação de dinheiro através de ICOs e até mesmo plataformas de DeFi que permitem que usuários usem um sistema totalmente descentralizado de crédito, ela mostra-se preocupada com o avanço desta tecnologia, afirmando que esta é uma séria questão de política pública.

Ao final do artigo, a autora afirma que seu propósito não é dramatizar os perigos ou negar os benefícios desta tecnologia e sim analisar pontos para poder tanto mitigar seus riscos quanto aproveitar seus pontos fortes.

Apesar de seu profundo conhecimento, Omarova parece não gostar muito das criptomoedas. Em seu Twitter, pouco movimentado, a professora de direito compartilhou um artigo da Future Times intitulado “A ascensão do Bitcoin reflete o declínio da América”, no qual, entre várias críticas, a autora compara o Bitcoin a um canário de mina de carvão.

Esta analogia deve-se ao fato de que o Bitcoin está sendo o pioneiro em um novo mundo, e de forma parecida os canários eram usados por mineiros para “alertá-los” sobre gases tóxicos, caso houvesse uma grande quantidade de monóxido de carbono presente, os canários morreriam antes de matar os mineiros. No caso do Bitcoin, outras moedas.

A possível nomeação de Saule Omarova por Joe Biden não parece ser uma alternativa ruim para o setor das criptomoedas, afinal ela mostra-se interessada no assunto e parece estar aberta ao diálogo, ao contrário de outros que criticam o setor sem ter conhecimento.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias