Bitcoin atinge marcas importantes nesta sexta, confira

Três marcas serão superadas?

Siga no

O Bitcoin segue como a maior criptomoeda do mercado, sendo qualquer oscilação nessa moeda de grande relevância para quem acompanha o mercado.

Dito isso, o Bitcoin (BTC) nesta sexta 15 de março atingiu duas marcas interessantes: uma em relação ao ano de 2019 e outra em relação ao volume de trades considerando o período em quedas de preços (mercado bear).

Bitcoin perde dominância para altcoins

A primeira marca é que as altcoins (criptomoedas alternativas) mostraram uma força interessante em volume de compras neste dia 15, sendo a primeira vez em 2019 que o Bitcoin perdeu a marca de 51% de dominância de mercado.

A maior moeda ainda não tinha perdido a maior parte da capitalização em 2019 abaixo de 51%, mostrando que nesta metade de março de 2019 os traders podem estar mais atentos a outras moedas além do Bitcoin.

Para se ter uma ideia, no dia 14 de janeiro de 2018 o Bitcoin tinha cerca de 32% de dominância, de acordo com dados do CoinMarketCap.

Fonte: CoinMarketCap

Em 2019, a menor marca é a do dia 15 com o Bitcoin tendo 50.34% de dominância no momento da escrita deste, podendo acender o alerta para uma movimentação no campo das altcoins.

A melhor criptomoeda em valorização no TOP 10 foi o Bitcoin Cash (BCH), com mais de 9% de valorização nas últimas 24 horas.

Bitcoin teve mais de U$ 11 bilhões de trades em corretoras

O volume diário de transações do bitcoin nas maiores exchanges de criptomoedas do mundo ultrapassou U$ 11 bilhões nesta sexta-feira, 15 de março, o maior observado em um período de 24 horas desde 25 de abril do ano passado.

Em 25 de abril de 2018 o cenário ainda era outro, com o Bitcoin valendo cerca de U$ 8.800 por unidade, ou seja, mais de duas vezes o valor registrado no momento da escrita deste.

Isso mostra que mesmo o volume das altcoins tendo sido grande na data, o do Bitcoin também registrou uma importante marca.

Uma outra marca ainda pode ser batida nesta mesma data

O mercado de criptomoedas segue de olho na marca de U$ 4.000 por unidade do Bitcoin, que no meio da semana a moeda teria falhado em alcançar este patamar.

No momento da escrita deste, a média do preço do Bitcoin nas exchanges era de U$ 3.968, uma valorização de 1% considerando apenas as últimas 24 horas.

Apesar disso, com o fim de semana pela frente, e a consequente parada de funcionamento dos bancos, as exchanges que trabalham com par fiat podem ter menos volume de operações, fato que poderia impactar negativamente um grande aumento nestes próximos dois dias.

Claro que estamos aqui falando do Bitcoin, uma moeda conhecida pela sua volatilidade, logo é impossível afirmar que não haverá uma subida nos próximos dias, na dúvida fique ligado no Livecoins.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Corretora Brasileira Mercado Bitcoin

Mercado Bitcoin contrata JPMorgan e prepara IPO

O Mercado Bitcoin, maior corretora de criptomoedas do Brasil vai seguir os planos da americana Coinbase e começou a se preparar para abrir capital...

Imóveis nos EUA são vendidos acima do preço ofertado

A Redfin, agente imobiliário listado na bolsa Nasdaq, informou que o mês de março foi recorde nas 400 regiões metropolitanas em que atua. Na...
Gráfico do Bitcoin com preço em crescimento alta

Bitcoin renova máxima história e supera US $ 63 mil

Na manhã desta terça-feira (13), o preço do Bitcoin ultrapassou a marca de 63 mil dólares pela primeira vez na história . A criptomoeda...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias