Veterano de Wall Street acredita que o Bitcoin chegará a US$ 20 mil em 2020

O bilionário também falou que não é nenhuma surpresa que as pessoas estão colocando de 1% a 2% de seu portfólio em Bitcoin.

Siga no
Mike Novogratz
Mike Novogratz

Desde o halving todo mundo está de olho na movimentação do Bitcoin, que por sua vez está surpreendendo positivamente com um aumento de preço logo após o evento. A maior criptomoeda do mundo saiu da casa dos US$ 8.500 para o nível atual de US$ 9.600 desde o dia 11. No entanto, para Michael Novogratz, estamos longe do valor potencial do Bitcoin.

Novogratz é um bilionário veterano de Wall Street, antigo parceiro da Goldman Sachs e um dos principais defensores do Bitcoin. Para o investidor, esse ano ainda veremos o Bitcoin chegar a US$ 20 mil, o seu valor histórico mais alto.

Em uma entrevista para o CNN no começo da semana, Novogratz, defendeu novamente a sua previsão de que a moeda vai alcançar a sua alta histórica em breve.

Segundo ele, isso acontecerá por causa da situação macroeconômica atual, que está sendo extremamente benéfica para todos os ativos com escassez, como o ouro e o Bitcoin.

A opinião de Novogratz é compartilhada por outros especialistas do assunto, que acreditam que o aumento da escassez do Bitcoin vai ser o grande diferencial no futuro da economia.

O Bitcoin está indo na contramão da moeda fiduciária, que tem produção infinita e descontrolada, isso deve alavancar o Bitcoin como reserva de valor e consequentemente fazer o ativo valorizar.

Durante a entrevista, o CEO da Galaxy Digital disse:

“Nós temos a flexibilização quantitativa em cima de flexibilização quantitativa em todo o mundo, não apenas nos EUA. Do outro lado, o halving do Bitcoin é basicamente o ‘enrijecimento quantitativo’. Então você tem esse ponto de exclamação na história de um ativo escasso.”

Bitcoin como proteção contra crise

Bitcoin (BTC) volume de compra

Na ocasião o investidor também falou que não é nenhuma surpresa que as pessoas estão colocando de 1% a 2% de seu portfólio em Bitcoin.

Essa provavelmente seja uma referência a Paul Tudor Jones, bilionário que recentemente comprou Bitcoin como um hedge contra a atual crise.

Essa é uma movimentação que está ficando cada vez mais comum no mercado, com grandes nomes também aumentando a presença do Bitcoin em seu portfólio.

Enquanto mais pessoas passam a adotar esse tipo de comportamento, justamente quando o Bitcoin passou a ser mais escasso, pode ser justamente o que alimentará a demanda pelo ativo digital, justamente o argumento que muitos estão usando para prever o aumento do Bitcoin.

Por enquanto o ativo digital continua tentando se manter na casa de US$ 9.600, antes de começar a testar novas resistências. Esse é um momento muito importante para ficarmos de olho na moeda.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Vista do teatro AMC Empire em Manhattan cinema Bitcoin

“Paguem com qualquer criptomoeda, mas por favor, voltem aos cinemas”, diz maior rede de...

A rede de cinemas AMC, a maior do mundo no setor, já anunciou anteriormente que pretende aceitar Bitcoin na compra de ingressos para os...
Imagem de Dólar e Bitcoin fundos

Criador de Fundo de Hedge com Bitcoin é condenado a sete anos de prisão

O criador de dois fundos de hegde com Bitcoin, Virgil Sigma e do VQR, que operavam em Nova Iorque, foi condenado pela justiça dos...

“Bitcoin salvará as pessoas da cultura do cancelamento”, diz New York Times

James Poulos, um dos colunistas convidados do New York Times, publicou no famoso veículo de notícias um ensaio onde explica como o Bitcoin pode imunizar...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias