“Bitcoin é uma Ferrari, ouro é apenas um cavalo”, diz bilionário Bill Miller

Fala foi em comentários aos recentes ataques de CEO do JPMorgan.

Siga no
Ferrari 458 com motor V8 raiz
Ferrari 458 com motor V8 "raiz"

Um bilionário fã do Bitcoin disse que a moeda digital é uma Ferrari, enquanto o ouro é apenas um cavalo ou no máximo uma charrete.

A fala é de Bill Miller em resposta aos recentes ataques do CEO do JPMorgan ao Bitcoin, Jamie Dimon. Na última segunda-feira (4), Bill participou do evento “2021 Forbes/SHOOK Top Advisor Summit“.

Vale lembrar que Bill Miller é um lendário investidor, que trabalhou na empresa Legg Mason, gerindo bilhões de dólares em fundos. Entre 1991 e 2005, quando administrava os fundos da empresa, ele bateu o S&P 500 em todos os anos, se tornando conhecido por essa façanha no mercado.

Recentemente, o bilionário anunciou também a compra de ações da Coinbase. Antes disso, ele declarou em uma carta aos investidores que o Bitcoin deverá se provar uma reserva de valor com o tempo, com muitas opiniões sendo feitas sobre isso, contra e a favor.

“Bitcoin é uma Ferrari, ouro é um charrete”

Jamie Dimon declarou nos últimos dias que o Bitcoin “não tem valor intrínseco”, e que a moeda moeda “será regulada de forma pesada”, indicando que continua com seus ataques iniciados em 2014.

Antes disso, a China havia reprimido o comércio de Bitcoin no país, entre outros rumores negativos sobre a criptomoeda que andaram rondando o setor nos últimos meses.

Contudo, para comentar sobre essas falas públicas, Bill Miller disse que o Bitcoin é uma Ferrari, ou seja, dando a entender que a moeda digital é um carro veloz, possante e moderno. De acordo com a Forbes, ele ainda declarou que o ouro é um cavalo ou uma charrete, que está ultrapassado como reserva de valor no mundo.

Antes de participar do evento na última segunda, Bill declarou para a plateia que havia comprado mais algumas unidades de Bitcoin, mostrando que segue otimista com o potencial dessa tecnologia. Em 2017, sua empresa já havia apostado na compra do Bitcoin, quando a moeda valia menos de US$ 1 mil.

Compartilhando sua visão de investimento em ações, o bilionário ainda disse que investe nos papéis da Tupperware, Vroom, Teva Pharmaceuticals e General Motors (GM). Já o fundo que administra acredita no potencial das ações da Amazon, Google e da DXC Technology.

Essa é a segunda vez que Bill sai em defesa do Bitcoin publicamente, visto que em fevereiro de 2021 ele declarou que a moeda não passava por um momento de bolha, visto que a oferta e demanda estava alinhada no crescimento, sendo estes recentes movimentos de alta o início de sua popularização.

“Não acho que seja uma bolha, acho que agora é o início de sua popularização.”

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Líder da Gas Consultoria Bitcoin em pronunciamento

“Faraó dos Bitcoins” continua preso após audiência de habeas corpus ser adiada

Glaidson Acácio dos Santos, o "Faraó dos Bitcoins", continua preso e seu pedido de habeas corpus será analisado apenas na próxima semana. Os clientes mais...
TradingView

TradingView: Mercado animado após lançamento do ETF de Bitcoin

EFT de Futuros BITO animou o mercado nessa terça-feira, empurrando o bitcoin até os 65mil dólares. Quanto tempo pode durar esse otimismo? Confira os...

Facebook não pode gerenciar criptomoedas, diz Senado americano

No mesmo dia do lançamento de sua carteira da Novi, carteira digital do Facebook, cinco senadores dos EUA escreveram uma carta para Mark Zuckerberg,...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias