BlackRock, maior gestora do mundo começa oferecer Bitcoin a seus clientes

BlackRock, maior gestora de ativos do mundo.
BlackRock, maior gestora de ativos do mundo.

A BlackRock, empresa com US$ 10 trilhões de recursos sob administração, fechou uma parceria com a exchange americana Coinbase. No anúncio, publicado na manhã desta quinta-feira (4), a gigante aponta que o foco é oferecer bitcoin aos clientes.

Desta forma, instituições poderão se expor mais facilmente ao bitcoin enquanto utilizam os serviços do Aladdin — plataforma da BlackRock — e o Coinbase Prime, solução que já conta com mais de 13.000 clientes institucionais.

Embora a notícia extremamente positiva para o bitcoin, seu preço não apresentou variação no momento desta redação. Às 11h, a maior criptomoeda do mercado segue cotada a US$ 23.000. Já as ações da Coinbase tiveram grande valorização na abertura do mercado.

BlackRock fecha parceria com a Coinbase para oferecer Bitcoin a seus clientes

Mostrando interesse no Bitcoin desde fevereiro do ano passado, antes dos picos de alta de maio e novembro, a BlackRock finalmente entrou neste mercado nesta quinta-feira (4) com uma parceria com a Coinbase.

“A Coinbase está fazendo uma parceria com a BlackRock, a maior gestora de ativos do mundo, para fornecer aos clientes institucionais da Aladdin, plataforma de gestão de investimentos de ponta a ponta da BlackRock, acesso direto a criptomoedas, começando com bitcoin, por meio de conectividade com a Coinbase Prime.”

Gestora de 10 trilhões de dólares (R$ 52,6 tri), valor que o Brasil demoraria 28 anos para arrecadar com impostos, a empresa nota que seu posicionamento está ligado a demanda dos clientes por criptomoedas.

“Nossos clientes institucionais estão cada vez mais interessados em ganhar exposição aos mercados de ativos digitais.”

“Essa conectividade com o Aladdin permitirá que os clientes gerenciem suas exposições de bitcoin diretamente em seus fluxos de trabalho de gerenciamento e negociação de portfólio existentes,” aponta Joseph Chalom, chefe global de parcerias estratégicas de ecossistemas da BlackRock.

Em abril deste ano, a BlackRock já havia lançado um ETF ligado a esta indústria. Embora tal ETF não possua criptomoedas, o mesmo é composto por participações na própria Coinbase, bem como em mineradoras de Bitcoin listadas na bolsa. Portanto, é possível que a gestora também tenha interesse em lançar um ETF de Bitcoin no futuro.

Bitcoin mantém-se estático com notícia

Enquanto isso o Bitcoin se mantém na região dos US$ 23.000, sem grande alteração em relação ao dia anterior. De qualquer forma, é esperado que o BTC ganhe volume e demanda já no curto prazo devido a maior exposição.

Em relação às ações da Coinbase, que estavam em queda após rumor de investigação pela SEC, tiveram uma grande alta na abertura do mercado. Em seu pico, o preço das ações disparou 44% antes de apresentar uma pequena correção de 16% nos minutos seguintes.

Sendo assim, este é mais um motivo para acreditar que o mercado de baixa do Bitcoin já ficou para trás, dando esperanças aos investidores de que a criptomoeda volte a ser negociada acima dos 30 mil dólares em breve.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias