BlackRock revela perda de R$ 124 milhões na FTX

O colapso da FTX foi um dos maiores escândalos do mercado de criptomoedas em 2022. A empresa, que era considerada a terceira maior corretora de criptomoedas do mercado, congelou saques para clientes e pediu falência em seguida, deixando cerca de um milhão de clientes e outros investidores enfrentando perdas na casa dos bilhões de dólares. 

A BlackRock, considerada a maior gestora de ativos do mundo, perdeu R$ 124 milhões com o colapso da corretora de criptomoedas FTX, segundo o CEO Larry Fink.

Durante uma entrevista com o New York Times nessa quarta-feira (30), o CEO da empresa revelou ter investido US$ 24 milhões na FTX, valor que considera perdido. Ele acrescentou que o investimento foi “pequeno” e não fazia parte do principal negócio da BlackRock.

“Teremos que esperar para ver como tudo isso se desenrola (com a FTX), quero dizer, agora, podemos fazer todos os julgamentos, e parece que houve maus comportamentos e grandes consequências.” – disse Fink.

A FTX deve a seus principais credores mais de US$ 3 bilhões e tem cerca 1 milhão de clientes no prejuízo. A empresa entrou com pedido de falência no início deste mês, após ter sido exposta por um artigo da CoinDesk sobre o balanço da Alameda Research, uma empresa afiliada à FTX.

Diligência

O entrevistador perguntou ao CEO por que a BlackRock e outras empresas aparentemente não fizeram a “devida diligência” antes de investir na FTX.

A BlackRock e outras empresas de gerenciamento de ativos, como a Tiger Global, lideraram uma rodada de investimento no ano passado, que viu a FTX arrecadar US$ 420 milhões.

O CEO negou a alegação, mas reconheceu que a FTX pode ter se envolvido em “alguns comportamentos inadequados”. Ele também observou que a Sequoia, uma empresa de capital de risco com foco em tecnologia, também teve prejuízo ao investir na FTX.

“Se você olhar para as ‘sequóias do mundo’, disse Fink, “elas tiveram retornos inacreditáveis ​​durante um longo período de tempo. Tenho certeza de que eles fizeram a devida diligência.”

A Sequoia Capital investiu cerca de US$ 200 milhões na FTX e perdeu todo o investimento quando a empresa colapsou.

Sobre isso, o CEO da BlackRock disse que a Sequoia e sua empresa podem ter sido enganadas durante o processo de diligência.

“Elas [sequóias do mundo] poderiam ter sido enganadas? Eles poderiam ter feito outras coisas? Fomos enganados no pequeno investimento que fizemos? Claro. Mas até que tenhamos mais fatos sobre isso, não vou especular.”

Colapso da FTX

colapso da FTX foi um dos maiores escândalos do mercado de criptomoedas em 2022. A empresa, que era considerada a terceira maior corretora de criptomoedas do mercado, congelou saques para clientes e pediu falência em seguida, deixando cerca de um milhão de clientes e outros investidores enfrentando perdas na casa dos bilhões de dólares. 

Desde então, o colapso da empresa desencadeou uma série de eventos no mercado de criptomoedas, como empresas quebrando e autoridades pedindo regulamentações mais rígidas para o setor.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Livecoins
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias