Jornalista famoso critica adoção do Bitcoin em plano de aposentadoria: “É um golpe”

Para o jornalista Brett Arends, o Bitcoin é um simples esquema Ponzi sustentado pela entrada de novos investidores. Seu raciocínio é tão simples quanto falho: o Bitcoin não gera dividendos, então é um golpe.

Homem triste enquanto segura moeda de Bitcoin enquanto olha para computador.
Homem triste enquanto segura moeda de Bitcoin enquanto olha para computador.

Brett Arends, famoso jornalista e autor de livros, não parece ter gostado da ação da Fidelity em permitir que seus clientes possam usar Bitcoin como parte de seus planos de aposentadoria.

Em seu artigo de opinião intitulado “Por que não quero bitcoin no meu 401(k)”, Arends chama o Bitcoin de esquema Ponzi e vai além, comparando a criptomoeda ao golpe sustentado por Bernie Madoff.

“O Bitcoin existe há pouco mais de 13 anos. E daí? Bernie Madoff manteve seu esquema por pelo menos 17. Ligue para nós daqui outros 4 anos.”

Apesar de toda sua raiva em relação à postura da Fidelity, vale lembrar que a adição de Bitcoin em um plano de aposentadoria é uma escolha do próprio investidor. Ou seja, a empresa está apenas fornecendo alternativa aos mesmos.

Bitcoin não gera dividendos, então é golpe, afirma jornalista

Para o jornalista Brett Arends, o Bitcoin é um simples esquema Ponzi sustentado pela entrada de novos investidores. Seu raciocínio é tão simples quanto falho: o Bitcoin não gera dividendos, então é um golpe.

“O verdadeiro problema é que este é simplesmente um esquema Ponzi. Isso não significa que o preço não pode continuar subindo. Poderia continuar indefinidamente. Mas ainda é apenas um esquema Ponzi.”

Indo além, Arends cita que “o propósito do Bitcoin é fazer dinheiro — dinheiro real, como dólares”. Entretanto, o jornalista novamente se equivoca, afinal o propósito do Bitcoin é ser um dinheiro e o dólar é, na verdade, um intermediário, o desejo final é proteger seu capital da inflação para então comprar bens.

Como ainda é difícil realizar compras com Bitcoin, muitos o convertem para suas moedas locais, e então fazem isso.

Claro que toda volatilidade e histórico de preços do Bitcoin faz com que muitas pessoas desejem virar traders.

Fuga do mundo fiduciário

Outro ponto a ser destacado é que o Bitcoin é um mecanismo de defesa ao ataque de governantes e governos irracionais. Embora não gere dividendos, provavelmente é o único dinheiro com uma geração e oferta máxima monetária controlada pela matemática.

Sendo assim, basta olhar para o crescente preço de matérias-primas. Ouro, madeira, areia e qualquer outra. Embora nenhuma gere dividendos, assim como o Bitcoin, seus preços dispararam nas últimas décadas (e, obviamente, ninguém afirma que madeira de esquema Ponzi por isso).

Mesmo que tenham demanda de diversas indústrias, como o Bitcoin também tem, a maior causa ainda é a impressão desenfreada de novas moedas fiduciárias.

Valorização da madeira nos últimos 44 anos. Fonte: Trading Economics
Índice de Preços ao Produtor por Mercadoria: Produtos Minerais Não Metálicos: Areia de Construção, Cascalho e Pedra Triturada (WPS1321). Fonte: FRED

Indo além, a demanda por Bitcoin só tende a aumentar. Afinal o Bitcoin já é um ativo mais seguro, com maior facilidade de transporte e armazenamento, divisibilidade e liquidez do que o ouro, este usado como reserva monetária desde sempre.

Além disso, qualquer matéria-prima citada acima tenda a aumentar de preço, mesmo sem aumento da demanda. Caso haja maior demanda, sua exploração pode ser aumentada para equilibrar a oferta/demanda. Já o Bitcoin, além das qualidades mostradas acima, é um milagre matemático, como destacado pelo cofundador da Apple.

Por fim, ligaremos para Arends daqui a 4 anos para mostra que o Bitcoin continua vivo e, muito provavelmente, melhor do que agora. Afinal o Bitcoin continuará evoluindo com a implementação de novas funcionalidades, tanto por dentro quanto por fora.

Enquanto isso, o verdadeiro esquema Ponzi é o dólar, afinal este só tem valor porque as pessoas são obrigadas a aceitá-lo.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias