CEO da BlackRock elogia o Bitcoin e diz que ele pode ser uma reserva de valor

Recentemente a BlackRock enviou à SEC, o órgão regulamentador do mercado financeiro dos EUA uma proposta para "comprar" a moeda digital.

Siga no
Larry Fink, CEO da BlackRock. Fonte: Fortune

O CEO da BlackRock, a maior gestora de ativos no mundo, Larry Fink, declarou em uma entrevista para a Bloomberg que “o Bitcoin pode ser uma reserva de valor.” A declaração é importante para a moeda digital e para o mercado de criptomoedas em geral. A empresa administra cerca de US $ 7,81 trilhões, é só questão de tempo para que os gestores de outros fundos de investimentos passem a ter a mesma visão de Fink e também vejam o Bitcoin como uma reserva de valor.

Durante a entrevista, o CEO da BlackRock falou sobre sua opinião quanto as perspectivas do Bitcoin para 2021, Fink respondeu que o mercado de criptomoedas ainda está na fase inicial e que é muito pequeno.

De acordo com ele, o Bitcoin atualmente é para investidores de perfil mais calmo, pelo fato de o mercado ainda ser vulnerável a grandes “movimentos” envolvendo pouco dinheiro. Segundo o CEO, o Bitcoin tem chamado a atenção das pessoas graças aos veículos de comunicação que têm falado sobre a criptomoeda com bastante frequência.

Ele também explicou estar surpreso por como atualmente o Bitcoin tem ganhado espaço em portais de notícias especializados em finanças, e de como essa mídia especializada tem acreditado que o Bitcoin tem “um grande futuro”.

Alertas

O CEO da BlackRock fez alguns alertas, de acordo com ele, numa visão de investidor, o Bitcoin pode sim ser uma reserva de valor, mas ainda existem certos problemas, como o fato de o Bitcoin ainda não ter sido amplamente testado e possuir uma grande volatilidade.

Na sua opinião, para que o Bitcoin possa ter sucesso, a criptomoeda precisa passar por uma ampliação do mercado, “ele precisa ser usado em larga escala”. 

Ele também falou sobre o futuro do dinheiro, dizendo que as moedas serão digitais.

A BlackRock recentemente enviou à SEC, o órgão regulamentador do mercado financeiro dos EUA uma proposta para “comprar” a moeda digital.

De acordo com os documentos enviados para a agência reguladora, a maior gestora de ativos do mundo planeja que dois de seus fundos possam adquirir contratos futuros de Bitcoin e dessa maneira negociar a criptomoeda.

Os documentos foram enviados na semana passada, e revelam que os fundos “BlackRock Global Allocation Fund Inc.” e “BlackRock Funds V” vão fazer aportes em derivativos de Bitcoin.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Diego Marques
Diego Marques
Começou em 2016 como um dos primeiros redatores do Guia do Bitcoin. Diego tem preferência por notícias que podem influenciar o preço das criptomoedas, mas também gosta de escrever curiosidades do cripto-universo.
Chia SSD

Mineração da criptomoeda Chia pode destruir seu SSD em 40 dias

ChUma nova criptomoeda chamada Chia foi lançada recentemente com o objetivo de resolver problemas conhecidos de mineração. Diferente do Bitcoin, Ethereum e outras moedas, a...
Criptomoeda Ethereum ao lado do Bitcoin

Mineradores de Ethereum estão lucrando mais que os de Bitcoin

Os mineradores de Ethereum estão lucrando mais que os de Bitcoin, de acordo com dados divulgados por um estudo do The Block. A mineração de...
Criptomoeda Bitcoin sobre notas de Dólar dos Estados Unidos

46 milhões de americanos investiram em criptomoedas, aponta pesquisa

O número de pessoas que já compraram criptomoedas nos Estados Unidos tem aumentado nos últimos anos. De acordo com um novo levantamento, 46 milhões...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias